Presidente da CBF cita ex-treinador de Ceará e Fortaleza como possível sucessor de Tite e não descarta estrangeiro

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Restando pouco mais de um mês para a Copa do Mundo do Qatar de 2022, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, participou de um evento para anunciar o 16º patrocinador da entidade que comanda o futebol brasileiro. No evento, Ednaldo também comentou sobre a sucessão do técnico Tite, que deixará a canarinho após a disputa do Mundial.

Com foco na Copa, que será disputada em novembro, o mandatário da CBF preferiu não entrar em detalhes sobre o assunto, mas disse que o tema será discutido após a realização do torneio, e não descartou a contratação de um técnico estrangeiro.

“Nosso foco neste momento são os objetivos da Seleção, que é muito bem comandada por Tite e pela comissão. Vamos discutir depois da Copa. Mas não temos preconceito com nacionalidade alguma. Pode ser estrangeiro ou brasileiro, desde que tenha competência”, disse Ednaldo.

Perguntado sobre as possibilidades de Abel Ferreira (Palmeiras), Dorival Júnior (Flamengo) e Fernando Diniz (Fluminense) assumirem o cargo deixado por Tite, Edinaldo respondeu que seria injusto citar apenas esses três nomes, mas admitiu que os três estão em uma lista com mais de dez nomes.

“O futebol brasileiro tem um manancial extenso de grandes treinadores. Seria injusto citar só esses três (Dorival, Diniz e Abel). Não quero esquecer nenhum. Ratifico os nomes que você coloca. Mas teria que citar outros 10 nomes – afirmou o presidente da CBF.

Dorival Júnior coleciona duas passagems pelo futebol cearense. Em 2005 comandou o Fortaleza onde foi demitido durante o Campeonato Cearense. Já na atual temporada assumiu o Ceará, deixando o clube após 18 jogos para treinar o Flamengo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: