CAMPEONATO CEARENSE FC MEMÓRIA FCF Ferroviário FUTEBOL FEMININO Série A - Cearense

Um marco em três cores: A história da primeira equipe campeã do Campeonato Cearense Feminino

Foto: Divulgação

O fato foi documentado recentemente através de um livro-reportagem escrito por Jornalista

Sem aparato financeiro e com poucos apoiadores, o futebol feminino engatinhou por décadas, no mundo, como um todo. No Brasil, houve até lei que proibia mulheres de praticar o esporte e pasmem, perdurou por 38 anos.

Depois da queda desse erro histórico em nossa constituição, até os anos 2000, pouco se desenvolveu na modalidade. Evolução mesmo, só foi vista nos anos 2010, onde em solo brasileiro, apesar da qualidade de nossas atletas, a falta de estrutura e o atraso nas ações nos colocou atrás da Europa e dos Estados Unidos.

Olhando especificamente para o ”nosso país”, Ceará, por anos pensou-se que o campeonato estadual iniciou-se apenas em 2008 e que a primeira equipe campeã, seria o Caucaia, time esse que detém as melhores marcas do estado em nível nacional.

Anúncios

Contudo, uma estudante de jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC), com o intuito de escrever seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), acabou recontando a história do futebol feminino em solo cearense.

Já formada, Karine Nascimento, nome carimbado na crônica esportiva local, escreveu um livro-reportagem, onde após muita pesquisa, resgatou a edição de 1983 do Campeonato Cearense. O torneio aconteceu apenas quatro anos depois do fim da lei que proibia as mulheres de jogarem futebol.

O livro leva o nome, ”A verdadeira regra do Impedimento”, onde a autora usa esse fato resgatado da nossa história, como centelha de tudo que há de atrasado, na condução do futebol feminino e no ingresso das mulheres em todas as áreas que vivem do esporte.

Observação: Apesar de não se ter grandes registros, como a escalação da final, formato do campeonato, alguns registros da época comprovam que houve o torneio e nos trazem algumas informações relevantes:

Participantes

Ao todo, 12 clubes participarão do certame. Número até impressionante, se compararmos a atual edição, que conta com apenas quatro equipes.

28 de Agosto, Calouros do Ar, Ceará, Clube dos Trabalhadores do Montese (CTM), CSU Presidente Médici, Escola Técnica, Ferroviário, Ironte, Rede Santana, Salgado Gama (Pepsi, como era conhecido por questões de naming rights), Santos e Tiradentes foram as equipes que disputaram a primeira edição do torneio feminino estadual.

Primeiro Campeão e Destaques do Elenco

Coube as meninas do Ferroviário, a conquista do histórico titulo, superando a equipe Salgado Gama, que ficou com o vice-campeonato. Erisvanda (meia) e Lúcia Trovão (atacante) foram as atletas de maior destaque daquele time.

Como citado acima, não há registro de escalação da decisão do campeonato. Mas há o registro de uma partida do Clube Coral no mesmo ano: Tati (mordomo), Lúcia Colírio, Eliene, Ana Terezinha, Carminha, Gleycy, Maria Auxiliadora, Timbu, Lúcia, Erisvanda e Socorinha.

Anúncios

Deixe uma resposta