Fortaleza

Felipe Alves destaca ‘sabedoria e paciência’ como fatores indispensáveis nos últimos seis jogos do Fortaleza

(Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza EC)

O goleiro Felipe Alves concedeu entrevista coletiva

“Três pontos importantíssimos”

Nessa sexta-feira, 29, foi a vez do goleiro Felipe Alves, do Fortaleza, de conceder entrevista coletiva. Na oportunidade, o arqueiro destacou os fatores que fizeram o clube entrar na zona do rebaixamento, e comemorou o fato de dependerem apenas de si para se livrar do descenso. Além disso, o camisa 12 ressaltou a importância de conquistar os três pontos contra o Atlético Mineiro, no próximo domingo, 31:

Anúncios

“Os fatores são as derrota, né. A gente pontuou bem pouco nas últimas dez partidas, e por isso que a gente vive essa fase muito difícil agora. Mas o lado bom é que só dependemos da gente. Não existe uma fórmula mágica, existe trabalho, como a gente vem fazendo, lutando e se dedicando toda partida. É ter calma, paciência, e saber que é um jogo (contra o Atlético Mineiro) que vale três pontos importantíssimos para a gente. Vamos enfrentar um grande adversário, mas que já conseguimos ganhar deles aqui em casa, até com jogadores a menos”.

Confrontos diretos

Além de conseguir pontuar nos próximos jogos, para Felipe Alves, os confrontos diretos contra Coritiba, Vasco e Bahia, são de extrema importância para o campeonato do Fortaleza. O goleiro ressaltou que o Leão precisa fazer valer o mando de campo nesses três jogos contra equipes que brigam na parte debaixo da tabela:

“A gente tem que pontuar. Não tem que ficar fazendo conta, nem se preocupando. Acho que a preocupação já faz parte do dia a dia, pelo fato de ter entrado na zona do rebaixamento, mas a gente sabe que uma vitória, um empate, nos tira de lá. Temos três confrontos diretos também. Não podemos depender só disso, mas sabemos que o nosso campeonato passa muito dentro desses confrontos, contra Vasco, Bahia e Coritiba, os três dentro de casa, onde temos que fazer valer o mando de jogo nosso”.

Anúncios

Sem explicações

Sobre o momento atual do Fortaleza, o goleiro preferiu não dar explicações. Para ele, todas as equipes vivem momentos de altos e baixos. Além disso, Felipe acredita que o momento irá passar, e ressaltou a entrega dos jogadores para livrar a equipe do rebaixamento:

“Não é o momento de ficar dando explicação, nem achando motivo, até porque se a gente soubesse, não estaríamos vivendo esse momento tão ruim. Isso passa por todas as equipes da competição, todo mundo vive momentos bons, momentos ruins. Até duas rodadas atrás o São Paulo era líder, hoje, talvez não brigue nem pelo título. Não é arrumando desculpas, é entender que esse momento vai passar, e que estamos fazendo de tudo para sair dessa situação, até porque ninguém disputa um campeonato para ser rebaixado”.

Sabedoria e Paciência

Para o camisa 12, o Fortaleza precisa utilizar da sabedoria e da paciência nos seis jogos restantes da equipe no Campeonato Brasileiro, já começando pela partida contra o Atlético Mineiro, no próximo domingo, 31:

“Não só nesse jogo. Acho que a sabedoria e a paciência, elas tem que serem usadas dentro dessas últimas seis partidas. Contra o Atlético-GO se a gente tivesse sido um pouquinho mais sábio, poderíamos ter conseguido trazer pontos de lá, e nesse jogo contra o Atlético Mineiro também. Jogo de muita paciência. A gente sabe que é um adversário que briga pelo título, mas dentro da nossa realidade, vamos procurar fazer o nosso melhor, impor o nosso jogo, tentar se defender bem e usar os contra-ataques”, finalizou.

Anúncios
Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta