CONECTE-SE CONOSCO

Ceará SC

Presidente da CBF descarta paralisar competições após casos de manipulação por apostas

Publicado

em

Foto: CBF/Divulgação

A Operação Penalidade Máxima II, que visa apurar possíveis manipulações de resultados no futebol brasileiro, ainda está em andamento pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), que investiga várias denúncias de irregularidades que ocorreram no final de 2022 e a cada momento novos atletas tem o nome revelado.

Dois jogadores que defenderam o Ceará em 2022 foram citados por participar do esquema de apostas: Richard Coelho e Nino Paraíba. No Fortaleza, o único nome mencionado até o momento foi o de Matheus Vargas, que está emprestado ao Sport.

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, afirmou ao site do UOL que não tem planos de paralisar as Séries A e B do Campeonato Brasileiro, apesar do escândalo de manipulação de jogos por apostas recentemente descoberto pelo Ministério Público de Goiás.

“Não temos como suspender a competição. Não é (acusação ) de um dirigente, não é de um presidente de clube, não é de um árbitro. Isso está sendo de atletas. A CBF espera que tenha um rigor de quem está fazendo as apurações.”

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF

Ednaldo também enfatizou a importância de garantir que o futebol brasileiro continue a ser jogado de forma justa e transparente, e prometeu tomar todas as medidas necessárias para combater a manipulação de resultados.

De acordo com o mandatário, haverá uma reunião envolvendo clubes das Séries A, B e C por videoconferência onde o assunto será debatido e pontuado as providências que estão sendo feitas acerca do assunto.

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

Deixe uma resposta

MAIS ACESSADAS

Copyright © 2023 Futebol Cearense. Todos os direitos reservados