Com dois cearenses e sem o campeão da Liga Nacional, CBFS divulga os postulantes a vaga na Libertadores

Foto: Michael Douglas/Ceará SC

Corinthians do cearense Deividy Hadson não está entre os participantes do torneio

A polêmica entre CBFS (Confederação Brasileira de Futebol de Salão) e CBF (Confederação Brasileira de Futebol) segue agitando os bastidores do futsal nacional.

Ao divulgar os participantes da Supercopa de 2023, a CBFS não incluiu o Corinthians, campeão da Liga Nacional de Futsal, entre os participantes em forma de retaliação contra a CBF.

Em 2021, a Supercopa não disputada por causa da CBF, que sinalizou o Cascavel como representante do país após pedido de indicação da Conmebol. Depois da decisão, o Magnus Sorocaba emitiu um comunicado informando a desistência da Supercopa. O Ceará seguiu o mesmo caminho, e inclusive, não incluiu o campeonato na programação da equipe.

O fato gerou desconforto nos bastidores já que a CBF tenta ter o comando do futsal brasileiro como já faz com a Seleção enquanto a CBFS segue resistente.

A Supercopa Masculina reunirá os clubes campeão e vice-campeão da Taça Brasil de Clubes Adulto – Divisão Especial, Copa do Brasil de Futsal e da Copa dos Campeões Regionais.

O Jijoca de Jericoacoara, campeão da Copa Nordeste de Futsal, já havia garantido vaga na Supercopa pelo vice-campeonato na Copa do Brasil de Futsal, será preenchida a vaga pela equipe vice-campeã da Copa Nordeste – Ceará

Participantes

• Campeão da TBC – Adulto Masculino – Especial: JEC/Krona Futsal (SC);
• Vice-Campeão da TBC – Adulto Masculino – Especial: Magnus Futsal (SP);
• Campeão da Copa do Brasil – Adulto Masculino: Pato Futsal (PR);
• Vice-Campeão da Copa do Brasil – Adulto Masculino: Jijoca Futsal (CE);
• Campeão da Copa Sul de Futsal: Joaçaba Futsal (SC);
• Vice-Campeão da Copa Nordeste de Futsal: Ceará Sporting Club (CE).

Fórmula de disputa

A competição está prevista para ser realizada entre os dias 15 e 19 de março de 2023, mas ainda não tem local definido.

O certame será dividido em dois grupos “A” e “B” com 03 (três) clubes cada, jogando em rodízio simples dentro dos grupos, classificando-se duas equipes de cada grupo para a semifinal.

Ocorrendo a situação de duas ou mais equipes terminarem a fase/etapa com a mesma pontuação serão aplicados os critérios de desempate previstos no artigo Art. 55 do Regulamento dos Certames Nacionais 2021/2022 para fins de classificação para a etapa semifinal.


Para formação dos grupos da Fase Classificatória será realizado um sorteio público pela CBFS.
2a Etapa – Semifinal:
Cruzamento simples, conforme segue:
1o Classificado grupo “A” x 2o Classificado grupo “B” (Semifinal 1) 1o Classificado grupo “B” x 2o Classificado grupo “A” (Semifinal 2)
3a Etapa – Final:


Confronto simples, conforme segue: Vencedor Semifinal 1 x Vencedor Semifinal 2


A CBFS solicitou junto a CONMEBOL que o Brasil tenha duas vagas para a Libertadores de Futsal 2023 e, caso seja aprovada, serão preenchidas pelo campeão e vice-campeão da Supercopa Masculina de Futsal.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: