Licenciado da presidência da FCF, Mauro Carmélio participa de seminário na Copa do Mundo

Foto: Rafael Ribeiro/FCF

Mandatário está em Doha para acompanhar a Seleção Brasileira

O Presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, por meio da Resolução nº 001/2022, comunicou que no uso de suas atribuições, nos termos do art. 28, “a’, do Estatuto da FCF, está de licença para acompanhar a delegação da seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo no Catar, período no qual se ausentará do exercício da presidência.

Em decorrência, nomeou-se o Vice-Presidente Francisco Eudes Ferreira Bringel, para o exercício da presidência, com início no dia 21/11/2022 até o dia 05 de dezembro de 2022.

O presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, participou nesta terça-feira (29), do Seminário de Qualificação para dirigentes brasileiros na Copa do Mundo Fifa Qatar 2022. O evento foi realizado no Centro de Operações da Copa, no Doha Exhibition Center. 

Mauro Carmélio participou do evento juntamente com presidentes de Federações Estaduais, representantes do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), executivos da CBF e de clubes. Além do seminário, os participantes visitaram o centro de operações da Copa do Mundo, localizado no Doha Exhibition Center. Os executivos conheceram os equipamentos utilizados pelos organizadores e interagiram com executivos da entidade.

A convite da CBF, o mandatário está em Doha acompanhando a seleção brasileira e retorna ao final da Fase de Grupos da Copa do Mundo.

Seminário em Doha

O evento contou com a participação de presidentes de Federações Estaduais, representantes do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), executivos da CBF e de clubes.

˜Este Programa de Qualificação tem o objetivo de proporcionar conhecimentos e experiências para contribuir com o aprimoramento do futebol em cada Estado do Brasil, inserindo-os neste contexto global de cooperação da CBF com a FIFA e refletindo o compromisso da CBF com o desenvolvimento do futebol brasileiro”, disse Rodrigues.

“É importante mencionar também que a presença neste Programa de Qualificação de membros da justiça desportiva, e demais profissionais que integram a delegação da CBF, é interessante para que possam multiplicar estes conhecimentos das melhores práticas internacionais, fundamentais para a evolução do futebol brasileiro. Ainda mais neste momento em que se discute temas como investimento empresarial nos clubes, profissionalização da justiça desportiva, criação de ligas profissionais, entre outros”, acrescentou.

Além do seminário, os participantes visitaram o centro de operações da Copa do Mundo, localizado no Doha Exhibition Center. Os executivos conheceram os equipamentos utilizados pelos organizadores e interagiram com executivos da entidade.

”Quero elogiar muito o presidente Ednaldo Rodrigues. Esse trabalho de capacitação é muito importante. Tentei fazer com que as áreas funcionais falassem não só do que ocorre aqui, mas o que pode adaptável para as federações. Tenho certeza que os presidentes gostaram e aproveitarão bastante coisas”, afirmou o brasileiro Ricardo Trade, vice-CEO de operações da Copa do Mundo Fifa Qatar 2022, um dos organizadores do evento.

O seminário foi organizado também pelo advogado e professor Pedro Trengrouse, coordenador acadêmico do programa FGV/FIFA/CIES em gestão de esportes. Ele montou o evento com uma série de palestras detalhando para o grupo a organização do Mundial de 2022.

“Foi importante também para fazer uma reflexão. Cada uma das federações tem muito mais representatividade e atividade no futebol que boa parte dos 211 países que fazem parte como membros da Fifa. Temos 350 brasileiros trabalhando na organização da Copa. Profissionais formados na Copa de 2014 e nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016. Temos capital humano de nível internacional. Isso mostra o potencial que podemos fazer no nosso país’˜, disse Trengrouse.

Textos: FCF e CBF

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: