Conheça Gustavo Morínigo, novo treinador do Ceará

Foto: Divulgação/Coritiba

Técnico já foi vice-campeão da Libertadores

Na noite desta terça-feira, 22, o Ceará anunciou o paraguaio Gustavo Morínigo como seu novo técnico. O profissional de 45 anos acumula passagens por equipes como Nacional/PAR, Libertad/PAR e, mais recentemente, Coritiba.

Além de Morínigo, chegam ao clube o auxiliar técnico Diosnel Burgos e o preparador físico Martín Paolorosso. Os novos profissionais do Ceará chegarão à capital cearense nos próximos dias e já integrarão o processo de planejamento da temporada 2023.

Ex-jogador, o treinador de 43 anos é marcado por utilizar vários modelos de jogo na carreira.

Meia de origem, Morínigo atuou pelos grandes do Paraguai (Libertad, Guaraní, Cerro Porteño e Nacional), no Argentinos Juniors-ARG e no Deportivo Cali-COL, além da seleção nacional.

Ele pendurou as chuteiras e estreou como treinador há nove anos. De lá para cá, comandou o Nacional, o Cerro e o Libertad, além de ter sido responsável pelas categorias inferiores da seleção paraguaia.

Ex-meio-campista, Morínigo chegou a defender a seleção do Paraguai na Copa América de 2001 e na Copa do Mundo de 2002. Se aposentou dos gramados em 2011, no Nacional, e, no ano seguinte, com apenas 35 anos, assumiu o comando técnico do time.

Em pouco tempo, levou o modesto clube ao título do Torneio Apertura, um dos campeonatos paraguaios (o país conta com dois campeonatos nacionais), em 2013, e na temporada seguinte alcançou a final da Libertadores, perdendo a decisão para o San Lorenzo após um empate em 1 a 1 e uma derrota por 1 a 0.

Depois, o técnico acertou com o Libertad e ficou no cargo até setembro de 2020, quando aceitou uma proposta do Libertad. Porém, mais uma vez teve uma breve passagem por um dos maiores times do país. Foram três meses apenas, com 16 jogos disputados.

O último capítulo foi a eliminação na Libertadores, diante do Palmeiras, nas quartas de final, após um empate em 1 a 1 no Paraguai e uma derrota por 3 a 0 em São Paulo.

Morínigo deixou o Coritiba após ter conquistado o acesso à Série A (em 2021) e o título do Campeonato Paranaense deste ano. Ao todo, foram 99 partidas, com 43 vitórias, 22 empates, 34 derrotas e aproveitamento de 50,8%.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: