Evandro Leitão fala em ciclo encerrado no Ceará, falta de liderança e jogadores sem compromisso

Foto: Marcelo Vidal/Ceará SC

Na tarde desta quarta-feira, 16, o atual presidente do Conselho Deliberativo, Evandro Leitão, concedeu entrevista no Ceará e realizou uma balanço da temporada que acabou com o rebaixamento do clube para Série B do Campeonato Brasileiro.

Em uma das perguntas respondidas, Evandro afirmou que encerrou sua história no vovô. “Eu não sou candidato à reeleição. Entendo que o meu ciclo no Ceará Sporting Club acabou. Em 2008, fui com muita honra presidente até o final de 2015. Eu me dediquei ao máximo, deixando de lado minha família, minha vida social, e isso eu fiz por opção. Procurei de todas as formas honrar o cargo que me foi dado pelos conselheiros. Depois de 2015, eu saí do clube. No final de 2019, fui eleito como presidente do Conselho Deliberativo. Eu procuro sempre fazer reflexões na minha vida: dei minha contribuição ao Ceará”, contou.

Perguntado sobre o seu sentimento ao ver o time rebaixado e com as eliminações no ano, Evandro afirmou que definiria o momento como “triste” e que faltou liderança dentro de campo, que jogadores forçaram cartão e outras situações.

“Eles, jogadores, é para ter vergonha. Falta de compromisso, desrespeito ao torcedor. Jogador de futebol, após perdermos, vai para uma festa. E tudo normal. Ele tem que respeitar a camisa que veste, o torcedor”, disparou Evandro Leitão.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: