Liga Nacional terá mais uma equipe catarinense enquanto Ceará pleiteia vaga na competição

Foto: Maurício Moreira/CBFS

Maior competição do país segue sem representantes nordestinos

Nos últimos dias mais um time catarinense confirmou presença entre os participantes da Liga Nacional de Futsal. Trata-se do São Lourenço, do Oeste de Santa Catarina.

O clube se junta a JEC, Jaraguá, Joaçaba, Tubarão e Blumenau e torna SC o segundo estado com mais representantes na LNF – atrás do Paraná com sete.

Apenas São Paulo e Belo Horizonte são outros estados representados na competição nacional. A maior crítica por parte dos amantes da modalidade é essa centralização mesmo com inúmeros clubes de outras regiões com condições de disputar em alto nível. 

A entidade se defende ao dizer que analisa os projetos para que sejam de longo prazo na competição nacional e que grandes clubes, tirando o Corinthians, não duram muito no certame.

Campeão da Copa do Brasil 2021 e semifinalista da Taça Brasil 2022, o Ceará chegou a pleitear uma vaga para essa temporada, mas o alto valor e as dificuldades impostas pelos participantes por causa da logística impossibilitaram a participação do Vovô na competição.

Regimento interno para participação

A LNF é a entidade que administra e organiza o principal campeonato de futsal do Brasil. A Liga Nacional de Futsal existe desde 1996 e é considerada a melhor e mais disputada competição do mundo da modalidade.

O modelo adotado pela entidade é o de franquias, semelhante às grandes ligas norte-americanas e, atualmente, a LNF possui 22 franqueados, pertencentes a cinco estados diferentes: Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais.

Uma equipe só pode disputar a competição através de uma franquia ou convite. Para isso, o clube interessado deve ser filiado e disputar os campeonatos da Federação e/ou Liga Estadual há 03 (três) anos, na categoria principal adulto masculino.

De todas as opções, a de menor custo é o convite: o Ceará iria efetuar o pagamento de R$ 208 mil em três vezes ao grupo gestor da LNF.

Para ter uma franquia, o investimento inicial é de cerca de R$ 800 mil.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: