Após rebaixamento, Ferroviário antecipa planejamento para 2023 e tenta reestruturação

Foto: Lenilson Santos

Ferroviário aguarda definições para traçar planejamento

Após um melancólico rebaixamento na Série C, o Ferroviário tenta juntar os cacos e iniciar o planejamento para a temporada 2023. Sem definição da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sobre as datas das fases prévias da Copa do Nordeste, o Tubarão da Barra não deve atuar mais em 2022.

A ideia do clube é antecipar as eleições para presidente e o Conselho Deliberativo convocou uma assembleia para o próximo sábado, 27, para discutir o futuro do clube.

Em campo, vários jogadores já acertaram a saída do clube e outros ainda negociam, mas só serão oficializados após o anúncio da nova diretoria.

Emmanuel Garcia ocupa o cargo atualmente de forma provisória após pedido de afastamento de Francisco Neto – compôr cargos, como diretor de futebol, gerente e como treinador.

Nota oficial do Ferroviário

Conforme edital publicado em jornal e também no site oficial do clube, acontece amanhã, sábado, dia 27, a partir das 9h na sede coral, uma Assembleia Geral Extraordinária, convocada pelo Presidente do Conselho Deliberativo, para que os sócios em dia com suas obrigações analisem o pedido de antecipação das eleições, inicialmente previstas para novembro deste ano e já visando o triênio 2023-2025.

Paralelamente, a atual diretoria executiva segue trabalhando na organização da casa, após o fim da Série C do Campeonato Brasileiro. Vários jogadores já rescindiram seus contratos e outros estão em negociação para permanência. Oportunamente, e devidamente alinhado com a nova gestão que assumirá o clube, os nomes serão divulgados como habitual.

Além da Copa do Brasil, Campeonato Cearense e Série D do Campeonato Brasileiro, competições já garantidas ao Ferroviário para 2023, o time coral aguarda uma definição da CBF sobre quando será realizada a fase eliminatória da Copa do Nordeste.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: