Equipe de arbitragem e VAR na eliminação do Fortaleza na Copa do Brasil se envolveu em lance polêmico em jogo do Leão no Brasileirão

Foto: Cesar Greco

O Fortaleza foi eliminado pelo Fluminense nas quartas de final da Copa do Brasil. Depois de abrir 2 a 0 e encaminhar a classificação no primeiro tempo, o Leão sofreu dois gols na segunda etapa e deixou a classificação escapar. Os tentos do Tricolor de Aço foram marcados por Nino (contra) e Sílvio Romero, enquanto o clube carioca empatou com Ganso e Germán Cano.

Os dois gols marcados pelo Fluminense levantaram críticas à arbitragem por parte do Fortaleza. No primeiro, o árbitro Wilton Pereira Sampaio havia marcado falta fora da àrea, mas por influência da arbitragem de vídeo (VAR) assinalou penalidade para o Flu sem analisar o lance. Já o segundo gol, imagens que circulam nas redes sociais mostram que Cano estava impedido e que a linha do VAR teria sido traçada de forma equivocada. A imagem foi concedida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Após a partida, torcedores do Fortaleza notaram que a arbitragem desta partida e a equipe do VAR, é a mesma que atuou no jogo do Tricolor de Aço contra o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o clube cearense reclamou de um gol anulado por toque na mão de Matheus Vargas. Segundo analistas de arbitragem, o lance não deveria ter sido anulado. Confira os árbitros:

FunçãoNomeFederação
ÁrbitroWilton Pereira Sampaio (FIFA)GO
Árbitro Assistente 1Bruno Raphael Pires (FIFA)GO
Árbitro Assistente 2Bruno Boschilia (FIFA)PR
Árbitro de VídeoPablo Ramon Goncalves PinheiroRN
AVARFlavio Gomes BarrocaRN

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: