Torcida do Ceará invade Buenos Aires e ganha apoio de argentinos contra o Independiente; confira

Foto: Reprodução/Internet

Nesta quarta-feira, 25, o Ceará fará um dos maiores jogos de sua centenária história em solo argentino. Diante do Independiente, o Vozão buscará a classificação para próxima fase da Copa Sul-Americana.

Para a decisão, a torcida alvinegra passou a se movimentar em grande número para Buenos Aires, capital argentina, desde a última semana.

Os pontos turísticos estão tomados por alvinegros e torcedores rivais passaram a “torcer” pelo Vovô no duelo diante do ‘Rojo’.

A primeira demonstração de apoio aconteceu na chegada do elenco ao hotel Sheraton, onde a delegação alvinegra se hospeda, e centenas de torcedores foram a porta do hotel e entoaram vários cânticos de apoio.

Nesta terça-feira, 24, véspera do embate histórico, o icônico estádio da La Bombonera se tornou casa dos alvinegros. Inúmeros torcedores compareceram ao bairro de La Boca para visitar o museu xeneize e aproveitaram para fazer a festa em demonstração aos argentinos sobre o clima de decisão.

Torcida do Ceará em Buenos  Aires - Foto: Reprodução/Internet
Torcida do Ceará em Buenos Aires – Foto: Reprodução/Internet

De acordo com o apurado pelo Portal Futebol Cearense, o Estádio Libertadores de América deve receber cerca de 2.250 alvinegros, que já começaram a trocar os vouchers adquiridos na capital alencarina por ingressos.

Em outros pontos turísticos, como Obelisco, Recoleta e Caminito, vários argentinos torcedores de outros clubes demonstram simpatia pelo Ceará, principalmente os rivais do Independiente, Racing.

A cidade de Buenos Aires passa por protestos contra a inflação, desemprego e grave crise no país. Alguns pontos da cidade tem milhares de manifestantes pela situação econômica atual.

Nesta quarta-feira, 25, a Argentina comemora a Revolução de Maio, ocorrida em 1810, na cidade de Buenos Aires, capital do Vice-Reino do Rio da Prata. Esta era uma colônia do Império Espanhol que incluía aproximadamente os territórios dos atuais países da Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai. O resultado foi a remoção do vice-rei Baltasar Hidalgo de Cisneros e o estabelecimento de um governo local, a Primera Junta. A Revolução de Maio foi a primeira revolta bem sucedida no processo de independência da América do Sul.

A data é feriado nacional no país.

Confira um vídeo da página Guerreiros Alvinegros:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: