Por reconhecimento de títulos regionais, clubes do Nordeste preparam dossiê

Entre esses clubes, Fortaleza e Ceará

Na noite de ontem, 29, o jornalista pernambucano Cássio Zirpoli, divulgou em seu blog uma matéria sobre os títulos regionais da década de 1960, os zonais que faziam parte da Taça Brasil.

Segundo a matéria, representantes de Fortaleza, Ceará, Bahia, Náutico e Sport, os cinco times campeões nesse período, estão preparando um dossiê desde o ano passado afim de terem o reconhecimento da Confederação Brasileira de Futebol, CBF, de que os títulos sejam considerados um regional. Na matéria, Zirpoli apresenta o regulamento da Taça Brasil, divulgado pelo pesquisador Clayton Silvestre, onde mostra a relevância da Taça Norte, mesmo sendo um torneio dentro de outro.

Regulamento da Taça Brasil

CAMPEÕES DO NORTE

Primeiro é preciso entender como funcionava o campeonato naqueles anos. Por conta da dimensão do Brasil, a CBD, precursora da CBF, resolveu “regionalizar” a Taça Brasil em dois distintos zonais. O primeiro, chamado de grupo Norte, era composto por equipes do norte e nordeste. Já o segundo, era composto por todo o restante do país.

Os campeões de cada zonal obtinham o direito de seguir no torneio e brigar pelo título brasileiro. Os cearenses conquistaram três títulos, sendo dois com o Fortaleza, em 60 e 68, e um com o Ceará, em 1964.

É importante salientar que esses zonais em nada tem a ver com o Torneio Norte/Nordeste organizado de forma distinta pela CBD nos anos de 68, 69 e 70.

OS TÍTULOS CEARENSES

Em 1960, o Fortaleza conseguiu conquistar a Taça Norte após dois duelos duríssimos contra o Bahia, que era o atual campeão brasileiro. O primeiro jogo, na capital alencarina, vitória do Leão por 2×1. Em Salvador, o tricolor conseguiu segurar o empate em 0x0 e se coroar como o campeão do Norte. Na sequência do nacional o Fortaleza conseguiu chegar até a final, mas foi derrotado pelo Palmeiras, ficando com o vice.

Matéria do jornal Diário de Pernambuco ressaltando o título de Campeão do Norte do Fortaleza

Já em 1964 foi a vez do Ceará. O alvinegro enfrentou o Náutico/PE e logo na primeira partida levou uma goleada de 3×0. No segundo jogo, o 1×0 para o Vovô foi o suficiente para forçar o terceiro duelo, que não só venceu como descontou a goleada sofrida e aplicou um sonoro 4×0 na equipe pernambucana, ficando com o título. No decorrer da Taça Brasil, o alvinegro acabou sendo derrotado pelo Flamengo, na semifinal.

Matéria sobre os preparativos para a semifinal entre Ceará x Flamengo em 1964

Eis que chegamos em 1968, a última edição da Taça Brasil. E foi o Fortaleza que conquistou o “zonal”, o bi. O adversário foi novamente o Bahia, e dessa vez teve ainda mais emoção. O Leão perdeu o primeiro jogo por 1×0, conseguiu a vitória no segundo pelo mesmo placar e no jogo desempate, o 2×1 sacramentou o título para o Tricolor do Pici. Entre idas e vindas, e um imbróglio gigantesco, o Fortaleza conseguiu chegar a mais uma final de Taça Brasil, mas novamente ficou com um vice. Detalhe curioso é que nesse período o 2º colocado ganharia uma vaga na Taça Libertadores da América, porém, devido a desavenças da CBD com a Conmebol, o futebol brasileiro ficou sem representantes no torneio internacional.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: