Árbitro do tetra do Fortaleza revela salário e contesta; confira

Foto: Miguel Locatelli / Athletico

Árbitro Marcelo de Lima Henrique apitou a final entre Fortaleza e Caucaia

No último domingo, 24, o Fortaleza sagrou-se tetracampeão cearense ao golear o Caucaia por 4 a 0 na Arena Castelão. O árbitro da partida foi Marcelo de Lima Henrique.

Árbitro de futebol, com 50 anos e hoje ligado à Federação Cearense de Futebol, Marcelo de Lima Henrique deu entrevista ao “Charla Podcast” na última semana e falou sobre sua profissão.

Indagado sobre o salário de profissional de arbitragem no futebol, Marcelo contestou os valores ganhos pelos árbitros tendo em vista o montante que a indústria do futebol movimenta durante uma temporada.

Na Série A do Brasileiro, árbitro Fifa e Master ganha R$ 5.500 por jogo. Falei isso no meu trabalho, disseram “é muito”. Mas é pouco. Uma placa parada custa R$ 50 mil. É pouco pelo que representa o futebol. Ano passado fiz 14 jogos de Série A, é pouco pelo investimento, pelo seu gasto. Tem mais R$ 800 de diária, hotel pago, passagem aérea. Você paga imposto. Volta com R$ 6 mil para casa. “Ah, para o torcedor brasileiro está ganhando muito”. Concordo. Mas para a atividade, tudo que envolve o futebol, é pouco. Se você fizer quatro jogos por mês, R$ 20 mil seria bom? Seria. Mas tira no máximo R$ 15 mil no futebol pentacampeão, com jogador da base ganha R$ 30 mil. Vou nem falar dos jogadores profissionais para não dar tristeza (risos)”.

Estreando na temporada no futebol cearense, Marcelo revelou quanto ganha em uma partida - Foto: Foto: Miguel Locatelli / Athletico
Estreando na temporada no futebol cearense, Marcelo revelou quanto ganha em uma partida – Foto: Foto: Miguel Locatelli / Athletico

Árbitro da Federação Cearense de Futebol

Marcelo de Lima Henrique começou a íntegra o quadro de arbitragem da Federação Cearense de Futebol (FCF) na temporada 2021. O árbitro já apitou jogos do Campeonato Cearense, entre eles a final do Estadual entre Ceará e Fortaleza em 2020.

Marcelo de Lima Henrique foi árbitro do quadro da FIFA de 2008 a 2014. Sem federação desde 2019, ele fazia parte do quadro master da Comissão de arbitragem da CBF. O grupo conta com árbitros ex-FIFA e aqueles que possuem mais de 100 jogos na Série A do Campeonato Brasileiro.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: