Entenda a polêmica no Ferroviário e o possível retorno de Francisco Diá ao clube

Foto: Lenilson Santos/Ferroviário AC

Tubarão da Barra foca no acesso a Série C

A temporada 2022 do Ferroviário não começou da forma que a diretoria coral planejava. O Tubarão da Barra ficou em segundo lugar na primeira fase do Campeonato Cearense, mas não convenceu a torcida tanto que o clube foi eliminado pelo Fortaleza na semifinal do estadual e na primeira fase da Copa do Brasil para o Nova Venécia, do Espírito Santo.

Nesse período, o Ferrão trocou de treinador após oficializar a saída de Anderson Batatais, remanescente da temporada passada, e a chegada de Paulinho Kobayashi. No duelo diante do Atlético Cearense, a torcida coral protestou bastante contra o momento do clube e a falta de transparência da diretoria. O protesto foi presenciado pelo influenciador ‘Bolívia Zica’, do Canal Camisa 21.

Polêmica saída de Paulinho Kobayashi

Após eliminação na Copa do Brasil e Campeonato Cearense, o Ferroviário iniciou reformulação na comissão técnica antes da estreia da Série C do Campeonato Brasileiro. O clube oficializou as saída do treinador Paulinho Kobayashi.

Nas redes sociais, o técnico deu a entender que o clima na Barra do Ceará não é dos melhores e deixou algumas polêmicas no ar.

“Saio de cabeça erguida e consciente que sou ético, correto e profissional, mas infelizmente existem pessoas na profissão que não sabem o que é isso. Fica aqui minha gratidão ao Ferroviário funcionários que sempre me trataram com muito carinho e respeito. Apesar de que não tenha tido tempo hábil para treinar, a não ser os 8 dias que antecederam a decisão contra o Fortaleza, acredito ter feito um bom trabalho, a despeito das circunstâncias, e sou grato à torcida pelo apoio e reconhecimento – desabafou o técnico nas redes sociais.

– Prefiro não comentar o motivo da minha saída, mas sei que Deus é fiel e justo, e nada melhor que entregar nas mãos do Senhor para que Ele, com sua infinita misericórdia, trate com quem preparou minha saída. Ficarei sempre na torcida pelo poderoso Ferrão!!!! – completou.

Ferroviário: Clima tenso e possível volta de Diá

Após a saída de Kobayashi, o Tubarão da Barra estuda a contratação do técnico Francisco Diá para a sequência da temporada 2022. O treinador, de 66 anos, comandou o Tubarão da Barra entre 2020 e 2021, mas saiu devido aos resultados negativos na Série C do Campeonato Brasileiro. Atualmente, Diá comanda o Pouso Alegre, de Minas Gerais.

Conhecido por frases de duplo sentido ou engraçadas, o treinador foi campeão da Taça Fares Lopes, ficou em primeiro lugar na fase inicial do estadual 2021 e foi eliminado na semifinal do certame para o Ceará, mas caiu de produção na Série C após um bom início e foi demitido.

Mesmo com o bom trabalho, o clima entre o profissional e alguns atletas do elenco não é dos melhores. Muitos são contrários a sua vinda inclusive o ídolo do clube: Edson Cariús. O treinador também não é um nome que agrada a vários funcionários corais pela forma de tratamento no dia a dia.

Com a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil, o Ferroviário deixou de embolsar R$ 750 mil e afetou diretamente no planejamento para a Série C. Por conta da pandemia, o caixa do clube não permite muitos investimentos e a diretoria ainda corre atrás para acertar alguns valores atrasados com o atual plantel.

De acordo com a apuração do Portal Futebol Cearense, Francisco Diá e a diretoria do Ferroviário mantém boas relações inclusive tendo iniciado a conversa sobre o retorno ao clube há algumas semanas mesmo com Paulinho Kobayashi no comando, por isso a postagem enigmática do treinador.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: