FC MEMÓRIA – Há 30 anos, o Campeonato Cearense tinha final decidida nos tribunais

Foto: PC Norões/Diário do Nordeste

Na ocasião, quatro times acabaram sendo considerados os campeões daquela edição

O Campeonato Cearense é um dos estaduais mais antigos e importantes no cenário nacional, mas nem isso fez com que situações inusitadas acontecessem durante os mais de 100 anos de existência. Em 1992, por conta de um imbróglio jurídico, o “manjadinho” teve incríveis quatro campeões: Fortaleza, Ceará, Tiradentes e Icasa.

ENTENDA O CASO

Naquele ano o torneio contava com três turnos, e o regulamento previa que a equipe vencedora de dois, era a campeã estadual. E foi o que aconteceu, o Fortaleza foi o vitorioso do primeiro e do terceiro turno, enquanto o Ceará foi o campeão do segundo. Era o bicampeonato do Leão, certo? De certa forma, foi, mas antes disso, o Tirandentes, equipe que havia sido vice-campeã do turno inicial entrou com uma ação no STJD alegando irregularidade na escalação do jogador do tricolor de aço. O pedido foi acatado e o Tigre da PM acabou recebendo o título de campeão do primeiro turno.

E agora? Com três campeões diferentes o regulamento previa um quadrangular entres essas equipes e a equipe de melhor campanha, que na ocasião era o Icasa. Mas a Federação Cearense de Futebol não conseguia entrar em acordo com os clubes.

O Fortaleza, se sentido prejudicado, não concordou com a decisão. Até que, após muitas reuniões, a FCF decidiu homologar as quatro equipes como as campeãs do estadual de 1992. Algo inédito e bizarro.

Campeonato Cearense e suas curiosidades

O Icasa conquistou o primeiro, e até hoje único, título de um time do interior. Esse foi também o primeiro troféu do Tirandentes, sendo a 9° equipe a conquistar tal feito.

O Fortaleza foi realmente bicampeão, chegando a marca de 30 títulos estaduais, enquanto o Ceará alcançava o 27°.

Devido a divergências causadas por essa decisão, o Fortaleza ficou de fora da Copa do Brasil de 1993. O representante do estado foi o Vovô.

Há 30 anos o nosso futebol proporcionava esse fato bizarro. Hoje, o estadual está novamente paralisado devido a situações extracampo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: