Ferroviário anuncia oficialmente a adoção da T33 como marca própria no fornecimento de material esportivo

Imagem: (Divulgação/Ferroviário)

O lançamento da primeira camisa de jogo, para o grande público, está prevista para o próximo dia 20

Nesta terça-feira, 13, o Ferroviário anunciou a T33, que já vinha assinando algumas coleções casuais e infantis do clube, como sua marca própria na produção de uniformes. Desta forma, o Tubarão segue os passos de Fortaleza, Ceará e Guarany de Sobral, clubes do Estado que já possuem uma marca interna.

Chateaubriand Arrais, diretor de marketing do Ferroviário, falou sobre a expectativa em volta desse lançamento: “Há mais de 6 meses, iniciamos uma minuciosa pesquisa sobre o mundo das marcas próprias, desde a escolha da fábrica até a aprovação dos designs de cada peça. Estamos muito satisfeitos com o trabalho e felizes por presentear o nosso torcedor com mais esse gol de placa”

O logotipo é uma criação do artista, jornalista e vice-presidente coral, Jeff Peixoto. O T é de Tubarão, mascote do Ferroviário, e o 33 faz referência ao ano de fundação do clube: 1933. O diretor de marketing do clube, Chateaubriand Arrais, falou do processo de pesquisa sobre clubes com marcas próprias até a aprovação da T33.

Movimento da Marca Própria

Criar fornecedoras é um movimento bem amplo no futebol nacional. Segundo levantamento do portal Revista Série Z, o Paysandu foi o primeiro clube brasileiro a ter sua marca própria, em 2016. O Papão saiu de R$ 470 mil arrecadados em 2015 para R$ 3 milhões no ano seguinte. Outro exemplo a ser citado é o Bahia. Além de fornecer o uniforme do Tricolor, a Esquadrão é fornecedora do Vitória da Conquista.

No Campeonato Paraense, apenas dois clubes dos dez, usam uniformes feitos por empresas que não tenham ligação com equipes, Águia de Marabá e Remo. Lobo (Paysandu), Jacaré (Paragominas), Tuba (Bragantino), Japiim (Castanhal), Galo (Independente), Boto (Tapajós), Crocodilo (Itupiranga) e Pica Pau (Carajás) são as fornecedoras própria de cada time no Paraense 2020.

Outros exemplos de clubes que adotaram sua própria marca: Cianorte, Manaus, Marcílio Dias, Coritiba, São Raimundo (AM), Figueirense, Juventude, CSA, Botafogo (PB), Caxias, River, Santa Cruz, Afogados, Sousa, Atlético Goianiense, Bahia, Fast Clube, Criciúma, ASA, Sergipe, Goiás, Iranduba, Fortaleza, Penarol, Náutico, Joinville, Caucaia, CRB, Capital, Gama, Brasil de Pelotas, América Mineiro, Vila Nova, Paraná, Uberlândia e Ceará.

+Leia Mais | Ceará lança coleção exclusiva de uniformes para os E-Sports em comemoração ao ano vitorioso das equipes digitais

Siga o Portal Futebol Cearense no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: