Ceará

Álvaro Martins destaca mudanças na equipe e projeta mata-mata doCearense Sub-17

Foto: Villener Felix/ CearaSC.com

Após fazer uma das melhores campanhas da primeira fase, técnico do Ceará espera
jogos difíceis nas quartas de final

O Ceará entra no momento decisivo do Estadual Sub-17 neste fim de semana. Dono de uma
das melhores campanhas da primeira fase, a equipe comandada por Álvaro Martins pega o
Terra e Mar neste sábado (06), às 13h30, no CT do Floresta, em Fortaleza, pelo duelo de ida
das quartas de final. O mata-mata será mais um desafio na temporada do Vozão, que busca
reconquistar o Campeonato Cearense sob o comando do treinador.


“Mata-mata é sempre perigoso, contra bons adversários. Nessa primeira fase, por termos
sido primeiros, temos uma certa vantagem por pegar o quarto colocado do outro grupo.
Porém, por outro lado, o quarto do nosso grupo é um time forte, e da outra chave ainda
conheceremos. Mas o mata-mata será complicado, o campeonato tem muitas equipes
qualificadas, prevemos jogos duros, tanto nesse duelo quanto nas possíveis semifinais e uma
final, já que será um jogo perigoso, só de ida”, disse.


Álvaro Martins tem experiência nessas competições. Campeão estadual sub-20 com o
Floresta na temporada 2020, o treinador também conquistou o Torneio de Desenvolvimento
da CBF pelo Ceará neste ano.


Na primeira fase, a equipe fez uma das melhores campanhas ferais. Invicto e líder do Grupo A,
o Vozão marcou 34 gols em sete jogos – uma média de quase cinco por partida – e teve uma
das melhores defesas, com apenas quatro gols sofridos. Na visão de Álvaro, a campanha
poderia ter sido ainda melhor.


“Até aqui nossa campanha está boa, conseguimos o primeiro lugar empatados em pontos
com Juazeiro e Fortaleza. Poderia até ser melhor, pois não começamos tão bem quanto
gostaríamos”, avaliou.


Para firmar a equipe como a melhor de seu grupo na primeira fase, o treinador precisou
promover mudanças. Ele conta que alterou o estilo de jogo, o que beneficiou seus atletas e
fez com que o time superasse grandes duelos, como na vitória sobre o Floresta.


“Conseguimos mudar nossa forma de jogar, deixar o jogo mais estruturado, mais pausado,
isso tem valorizado muito alguns jogadores nossos. Fizemos um bom jogo contra um
adversário difícil como o Floresta, agora é ver contra outros adversários bons que teremos
pela frente”, finalizou

Deixe uma resposta