BRASILEIRÃO CAMPEONATO BRASILEIRO Fortaleza Sem categoria

Após 25 partidas jogadas, Fortaleza mira superar pontuações de outras edições na série A; Confira o comparativo geral

Imagem: (Leonardo Pereira / Fortaleza EC)

Com 13 partidas restantes, o Leão precisa apenas de mais uma vitória para igualar a campanha final de 2020

O Fortaleza fez o seu melhor primeiro turno no campeonato brasileiro de pontos corridos, por mais que tenha tido um declínio em seu final para o início da segunda metade. A expectativa criada pelo tricolor no início do torneio estimulou sua torcida a comparar as campanhas e fazer inúmeros cálculos para superar as temporadas passadas. Com isso, confira abaixo o comparativo da atual trajetória do leão com todas as suas participações no brasileirão de pontos corridos (na série A).

Na temporada atual, o time já somou 39 pontos e ocupa o G-4, podendo encaminhar a classificação para uma competição internacional muito em breve. São 11 vitórias ,6 empates e 8 derrotas, com 32 gols marcados e 29 gols sofridos. O que preocupa a equipe cearense são os atuais deslizes em jogos que poderiam ter ganhado, além de duas goleadas, que transformaram o seu saldo de gols no pior entre os 7 primeiros colocados

+LEIA MAIS | Ceará, Fortaleza e Menina Olímpica estreiam com vitórias no Campeonato Cearense Feminino

2003 – 49 pontos (rebaixamento, 24 equipes)

Ainda com 24 times na elite do Campeonato Brasileiro, a primeira edição de pontos corridos culminou no rebaixamento do Leão do Pici, que somou 49 pontos em 46 partidas disputadas e sofreu mais de 70 gols naquela edição. Era um time que marcava gols, mas sofria quase o dobro, uma diferença grande se comparado aos dias de hoje, onde tem um número equilibrado de gols marcados e sofridos, mesmo tendo uma baixa quantidade de empates, algo que a equipe de 2003 colecionou nas rodadas finais, foram 7 nas 10 últimas rodadas.

Vale ressaltar que hoje, com apenas 20 times, seria impossível uma equipe ser rebaixada com essa pontuação.

2005 – 55 pontos (22 equipes)

Com o rebaixamento em 2003, o Fortaleza não se abalou e conseguiu o acesso logo no ano seguinte. Em seu retorno, o tricolor conseguiu fazer uma temporada bem melhor que a última na elite. Ficando no meio da tabela, em 13° lugar, o Leão terminou a competição com 16 vitórias, 7 empates e 19 derrotas. Dessa vez, marcou 58 e sofreu 64 gols, finalizando com uma média de 1.38 gols por jogo, superior a média atual, de 1.28 por partida.

2006 – 55 pontos (22 equipes)

No ano seguinte, o tricolor manteve a regularidade e atingiu a mesma pontuação, a única que se repetiu entre todas as edições. Para alcançar essa marca, em um torneio com menos rodadas, o Fortaleza precisa apenas de 16 pontos nos próximos 13 jogos (39 pontos disputados). Ficando no meio da tabela novamente, em 13° lugar, o Leão terminou a competição com 16 vitórias, 7 empates e 19 derrotas. O curioso fica aqui, além das pontuações iguais, o tricolor também teve a mesma quantidade de vitórias, empates e derrotas

2019 – 53 pontos (20 equipes)

A histórica campanha de 2019, que se iniciou no acesso da série C para a B em 2017 e consagrou o Leão como campeão brasileiro da segunda divisão em 2018, culminou no retorno para a série A em grande estilo. O Fortaleza teve a sua melhor campanha em média de pontos e conquistou a primeira classificação para competições internacionais, dando boas vindas à copa Sul-americana. Para conquistar tal feito em 2021, o Fortaleza não precisa de nenhum milagre, apenas de uma campanha similar ou superior a que o Sport (que está na zona de rebaixamento) fez no primeiro turno. A luta do Leão do Pici se torna garantir que essa competição seja a libertadores.

A equipe de 2019 foi a que mais chamou atenção do Brasil, em conjunto com a atual. O fator em comum foram os treinadores de personalidade e que possuíam um modelo de jogo diferente do padrão, o Rogério Ceni com sua 4-2-4 e Juan Pablo Vojvoda com a 3-5-2.

2020 – 41 pontos (20 equipes)

Na primeira temporada em que o Fortaleza disputou um campeonato internacional oficial, muitos fatores impediram a continuidade do grande trabalho do ano anterior. Com o começo irregular, assim como na temporada passada, o Fortaleza iniciou uma retomada e demonstrava um futebol que se aproximava daquilo que mostrou ser capaz. Porém, quando o time voltava a retomar seu futebol, o seu treinador recebeu uma proposta e acabou deixando o clube, que não se adaptou aos seus 2 comandantes conseguintes e chegou a beirar o rebaixamento, iniciando a última rodada ainda com chances de cair, mas conseguiu se manter, empatado com o primeiro time do Z4, salvo pelo saldo de gols construído na competição.

Para alcançar a marca de pontos nessa competição, o Fortaleza precisa de apenas mais uma vitória dentre os 13 jogos restantes no torneio.

Siga o Futebol Cearense no Twitter e no Instagram!

Deixe uma resposta