Ceará Fortaleza OPINIÃO

Opinião: torcidas de Ceará e Fortaleza são exemplos para o Brasil no retorno do público aos estádios

(Foto: Ascom Sejuv)

Alvinegros e tricolores cumprem protocolo à risca e expectativa por aumento da capacidade se acentua

Com o avanço da vacinação e as nas morte por Covid-19, aos poucos os estádios brasileiros vão voltando a receber o seu principal ingrediente: o torcedor. Desde a rodada passada, o Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), aprovou junto aos clubes o retorno da torcida. Os protocolos sanitários variam por estado. No Ceará, dentre as principais medidas, o ciclo de vacinação completo e o uso de mascarás (cirúrgicas, N95 e PFF-2) eram umas das exigências. E o que se viu foi a quase perfeição.

No duelo entre Fortaleza e Atlético/GO no último sábado (2), a torcida tricolor cumpriu todas as normas como o exigido. O distanciamento social, em alguns momentos, chegou a ser desrespeitado, no entanto, era visível o espaçamento entre os torcedores. O confronto do Ceará diante do Internacional não fica atrás. Com um público de 2.810, os alvinegros souberam respeitar os protocolos sanitários, sem nenhuma infração registrada pelos órgão responsáveis pela partida.

Torcida tricolor no retorno do público na Arena Castelão – Foto: divulgação.
Anúncios

Em outros cantos do Brasil nesse retorno, é muito comum nos depararmos com cenas de torcedores sem máscaras ou se aglomerando. Momentos como esses foram escassos na Arena Castelão. A Secretária de Saúde do Ceará (Sesa) já estuda a possibilidade uma possível ampliação do público (no momentos, apenas 10% da capacidade está liberada).

Alvinegros marcaram presença contra o Internacional – Foto: Kely Pereira/AGIF.
Anúncios

Deixe uma resposta