CAMPEONATO BRASILEIRO Ferroviário Série C

”Xô Zika”! Na estreia de Batatais, Ferroviário quebra jejum de vitórias e goleia Paysandu

Foto: Lenilson Santos/Ferroviário AC

Foram 4 jogos sem marcar gols e 7 jogos sem vitórias

O Ferroviário recebeu o Paysandu, na Cidade Vozão, em Itaitinga, na tarde desta segunda-feira (13). O duelo encerrava a 16ª rodada da primeira fase do torneio. As duas equipes brigam por vaga na próxima etapa do certame.

O time cearense vinha de 7 jogos sem vitória, sendo 6 empates e derrota na última partida. Essa sequência negativa acabou culminando na saída do técnico Francisco Diá. Hoje, foi a estreia do novo técnico do Ferrão, Anderson Batatais, que assumiu o cargo na semana anterior.

Em momento distinto, o Bicolor, apesar da derrota no jogo passado, vem em boa fase, na segunda posição do grupo, e tinha a missão de vencer o Clube Coral, para assumir a ponta do torneio.

Primeiro tempo

Parece que Anderson Batatais chegou com tudo. Antes do duelo, o time era detentor do pior ataque de toda a Série C, que não marcava a quatro jogos. E toda essa dificuldade em balançar as redes durou cinco minutos. Foi o tempo necessário para Mauri chutar firme, no canto do goleiro Victor Souza, abrindo o placar.

O gol não foi acaso. O Ferrão dominou por 12 minutos seguidos, sem sequer ser ameaçado pelo Papão. E a pressão foi mais que efetiva. Se com 5 minutos saiu o primeiro gol, foi com mais 5 minutos, que saiu o segundo. Emerson Souza lançou para Edson Caríus, que passou pela marcação e na saída do goleiro, tocou para o gol, ampliando o marcador. Foi o primeiro gol do camisa 35, desde o seu retorno a Barra do Ceará.

Completamente perdido em campo, o Paysandu seguiu sendo presa fácil para os donos da casa, sem conseguir agredir. A primeira boa chegada, foi aos 21 minutos, em cabeçada de Marino, que passou por cima do goleiro Rafael. Leandro Silva, em seguida, também finalizou de cabeça, mas sem sucesso.

Após os 30 minutos iniciais, os comandados de Roberto Fonseca melhoraram e levaram mais perigo. Em confusão dentro da área, Marino cabeceou sozinho, mandando para fora. Jogadores do Bicolor pediram pênalti em Thiago Santos. Em seguida, foi a vez de Diego Mattos, ter boa chance. Na entrada da área, o lateral finalizou, mas parou na zaga.

Quando parecia que o Paysandu ia dominar de fato o jogo, veio o banho de água fria. Cruzamento de Berguinho, da direita para esquerda, Mauri, novamente, marcou o terceiro do Ferrão, aos 42 minutos da etapa. Lance que encerrou o primeiro tempo de jogo.

Anúncios

Segundo tempo

Com postura mais organizada em campo, o Paysandu começou dominando a etapa final, desta vez, de forma mais efetiva. A presença no campo ofensivo aumentou e logo surtiu efeito. Aos 6 minutos, Leandro Santos invadiu a área e sofreu o contato. O árbitro Fábio Augusto Santos Sá Junior, assinalou pênalti. Ruy cobrou no canto direito e diminuiu para os visitantes.

Apesar do bom ritmo e do domínio do Papão, o Ferroviário não recuou e esperou o tempo passar. Seguiu com uma postura aguerrida. Isso foi determinante para a manutenção da vantagem. Thiago Aperibé, aos 18 minutos, chegou a marcar, mas estava em posição irregular e o lance foi invalidado.

Sem lamentar o gol invalidado, o Tubarão da Barra seguiu atacando. Até que aos 22 minutos, em cruzamento de Dioguinho, o zagueiro Vitão aproveitou a falha da defesa adversária, subiu mais que todo mundo e marcou o quarto gol Coral na partida.

O quarto gol do Ferroviário freou qualquer possibilidade de reação do Paysandu. Os paraenses sentiram o golpe e mesmo chegando ao ataque, não tinha qualquer brilho. Coube ao Tubarão, cadenciar mais o jogo e se surgisse a oportunidade do quinto gol, ampliaria.

Na marca dos 37 minutos, Diego Mattos quase diminuiu o placar, mas a bola saiu raspando a trave. Aos 44, Dudu teve a chance do quinto gol Coral, mas finalizou mal, na entrada da área. O time de Anderson Batatais tava mais próximo de marcar, que o adversário.

Foi aos 47 minutos, que veio a última pá de cal. Em cruzamento de Dioguinho, Thiago Aperibé aproveitou o vacilo da zaga e marcou o quinto gol, fechando o placar histórico.

Fim de jogo: Ferroviário 5×1 Paysandu

Carrascos Azulinos

Dos 5 gols sofridos pelo Paysandu hoje, três tiveram participação de ex-jogadores do seu maior rival, Remo. Edson Cariús, centroavante do Ferroviário, deixou o Leão Azul a pouco mais de 1 mês. Hoje, foi autor do segundo gol.

O meia Dioguinho, saiu do Remo e chegou no Ferroviário no dia 10 de agosto. Hoje, entrou no segundo tempo e deu duas assistências: para o quarto e quinto gol.

Classificação

Com a vitória, o Ferroviário vai à 23 pontos, subindo duas posições, alcançando a 5ª colocação. A diferença para o líder e próximo adversário, Manaus/AM, é de apenas 2 pontos. Já o Paysandu, estaciona nos 24 pontos, seguindo na vice-liderança.

Próximo jogo

As duas equipes serão visitantes na penúltima rodada da primeira fase. No sábado, às 17 horas, o Paysandu enfrenta o Altos, no Albertão, em Teresina. Já o Ferroviário, encara o Manaus, no domingo às 16 horas, no estádio da Colina, na capital amazonense.

Anúncios

Deixe uma resposta