Sem categoria

Surpresa na Copa do Brasil e favorito ao acesso, conheça o Juazeirense-BA, adversário do Atlético Cearense na Série D

Equipe baiana vem de uma grande temporada

Após um Campeonato Cearense equilibrado, a expectativa em torno de um acesso a Série D foi enorme, mas um primeiro turno desequilibrado quase arruinou os planos do Atlético Cearense. O técnico Raimundo Filho organizou a equipe e, após uma grande segunda parte da primeira fase, garantiu a Águia da Precabura no mata-mata da Quarta Divisão.

Dos últimos cinco jogos, a equipe da Lagoa Redonda venceu três, empatou um e perdeu apenas um, assim garantindo vaga com um quarto lugar, atrás dos tradicionais ABC, América-RN e Campinense.

Do outro lado, o Juazeirense foi a sensação do país na Copa do Brasil, ao eliminar Sport, Volta Redonda e Cruzeiro, além de vencer o jogo de volta contra o Santos, fazendo com que a equipe faturasse cerca de R$ 5,6 milhões por chegar até as oitavas de final.

Na Série D, uma campanha quase perfeita, pois venceu sete jogos, empatou outros seis e perdeu apenas um, diante do ASA de Arapiraca, na penúltima rodada. O desempenho garantiu a liderança do Grupo 4 com 27 pontos somados.

Conheça o clube

O “Cancão de Fogo” estreou na segunda divisão do Campeonato Baiano em 2008 e já foi até a semifinal. Em 2009, alcançou o vice-campeonato. Só em 2011, porém, o Juazeirense foi campeã e chegou à elite do estado.

A equipe do interior da Bahia foi semifinalista em 2013, 2015 e 2016 e assim disputou duas Copas do Nordeste (2016 e 2017). Em 2016, participou da Copa do Brasil e foi eliminada pelo Botafogo na segunda fase e buscou as oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro.

Em 2017, o Juazeirense finalmente subiu para a Série C, mas caiu no ano seguinte. Em 2019, foi eliminada na primeira fase do Campeonato Baiano e ficou fora da competição nacional, além da queda na primeira rodada da Copa do Brasil diante do Vasco.

No ano passado, o Cancão voltou à semifinal do Baianão e assim conquistou vagas para a Série D e Copa do Brasil.

Destaques

O Juazeirense tem Carlos Rabelo, de 57 anos, como técnico. No campo, o goleiro Rodrigo Calaça, de 40 anos, o atacante Kanu e o meia Clébson são as referências da equipe. Thauan, com três gols na Série D, também é outro jogador importante.

O goleiro Rodrigo Calaça tem 40 anos e é conhecido como pegador de pênaltis. Ele defendeu dois pênaltis contra o Cruzeiro e outros dois contra o Volta Redonda. Na semifinal do Campeonato Baiano, pegou um nas cobranças alternadas contra o Atlético de Alagoinhas, mas não conseguiu evitar a eliminação.

Deixe uma resposta