Sem categoria

Luiz Otávio comemora volta aos gramados pelo Ceará e exalta sistema defensivo

(Reprodução/Vozão TV)

Além disso, o zagueiro falou sobre a disputa por vaga na equipe do titular

Depois de ficar dois meses afastado dos gramados por conta de lesão e ter sido diagnosticado para a Covid-19, o zagueiro Luiz Otávio voltou a jogar no último domingo, 8, contra o Atlético-GO. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, 10, o jogador afirma que ficou muito feliz com o retorno, ajudando o Ceará dentro de campo.

“Estou muito feliz com meu retorno, poder ajudar o Ceará dentro de campo. Eu prefiro dessa forma, mas foi um período de muita dificuldade, ninguém quer ficar fora, nenhum jogador quer ficar machucado. Acho que foi, desde que eu cheguei aqui, contando 2019, que eu tive uma lesão complicada também, foram os dois únicos períodos que eu fiquei tanto tempo fora e foi muito difícil, mas graças a Deus continuei trabalhando bastante, consegui voltar e me recuperar para poder ajudar o Ceará dentro de campo”.

Leia mais

Na sua ausência, o jovem zagueiro Gabriel Lacerda estava tomando conta do recado e fazendo boas atuações na defesa do Ceará até a sua suspensão por três cartões amarelos. Questionado sobre essa disputa por vaga na equipe titular, Luiz Otávio diz ver de forma bem natural, destacando que todos os zagueiros que estão no elenco têm condições para jogar.

Eu vejo de forma bem natural, pois a disputa não é só eu e o Lacerda, não é só eu e o Messias, não é só eu e o Klaus, não é só eu e o Jordan, que estava aqui ou o Alan. Acho que todos os zagueiros que tem no plantel tem condições de estar atuando, aí vai do treinador Guto Ferreira o que ele escolhe para atuar naquela posição, naquele determinado momento também. Não tem cadeira cativa para ninguém, em nenhuma das posições […], o que importa é todo mundo, quando entrar, pelo Ceará, é dar o seu melhor”.

A equipe alvinegra tem sido destaque em várias estatísticas defensivas, que estão conseguindo manter o Ceará na sétima posição do Brasileirão. Para o Luiz Otávio, é uma situação feliz para o sistema defensivo, que ele complementa ser um processo coletivo.

Eu fico feliz e, se eu não me engano, nós somos a terceira defesa menos vazada (do Brasileirão), por isso é um trabalho que já vem de longa data. O que eu sempre falo, coletivamente, a defesa não é só o Richard, os zagueiros, os laterais e os volantes, é um sistema, um todo que se um não marcar de um lado, acaba ‘estourando’ no outro. Então, todo mundo tem doado, todo mundo tem ajudado no processo defensivo e ofensivo. Eu fico feliz, não só eu, mas todos, com o desempenho que a gente tem tido. Agora, a gente precisa não só iniciar bem, mas continuar mantendo essa constância para terminar bem”.

Entrevista coletiva do Luiz Otávio

Deixe uma resposta