Ceará COPA DO NORDESTE

Pleno do STJD amplia penas de jogadores envolvidos em confusão na final da Copa do Nordeste

(Foto: : Felipe Oliveira/Bahia EC)

Os jogadores de Ceará e Bahia, envolvidos na confusão, foram julgados novamente, dessa vez, pelo STJD

Em julgamento realizado na tarde desta quinta-feira, 15, o Tribunal Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aumentou os ganchos do atletas envolvidos na cunfusão na final da Copa do Nordeste, assim como as multas aos clubes. Sendo assim, os atletas Gabriel Dias, do Ceará, Juninho e Danielzinho, do Bahia, foram penalizados com oito partidas de suspensão. Enquanto os jogadores Jael e Mendoza, do Vovô, e Nino Paraíba, do tricolor baiano, pegaram gancho de dez jogos. 

No entanto, os três atletas do alvinegro já cumpriram alguns jogos de suspensão. O atacante Stiven Mendoza já havia ficado de fora de quatro partidas preventivamente. Porém, de acordo com o relator do STJD, o confronto contra o Fortaleza na final do Campeonato Cearense não será contabilizado, portanto, o colombiano ainda terá sete jogos de suspensão.

Gabriel Dias e Jael, por sua vez, já cumpriram duas partidas de suspensão, antes do efeito suspensivo ser acatado pelo tribunal. Portanto, o atacante ficará fora de oito jogos, enquanto o lateral-direito ainda terá seis jogos de gancho.

Além disso, o Ceará Sporting Club também foi punido financeiramente. O clube alvinegro terá de pagar R$ 31,6 mil de multa pecuniária. O Bahia, por sua vez, pagará R$ 25 mil e foi punido com perda de um mando de campo pela invasão de Nino Paraíba ao gramado, mesmo com o jogo tendo acontecido no Castelão. 

Pena dos atletas

  • Stiven Mendoza: 10 partidas de suspensão (3 cumpridos)
  • Gabriel Dias: 8 partidas de suspensão (2 cumpridos)
  • Jael: 10 partidas de suspensão (2 cumpridos)
  • Nino Paraíba (Bahia): 10 jogos de suspensão
  • Danielzinho (Bahia): 8 partidas de suspensão

Deixe uma resposta