Fortaleza

Mesmo contra um São Paulo desfalcado, Tinga não vê jogo fácil: ‘Fica até mais difícil’

Na manhã dessa quinta-feira (15), o Fortaleza treinou pela última vez em solo cearense, antes de viajar para enfrentar o São Paulo, no próximo sábado. Após o término das atividades o lateral-direito Tinga, que tem atuado como zagueiro com o treinador Juan Pablo Vojvoda, concedeu entrevista coletiva e comentou sobre o próximo adversário do tricolor.

Adversário difícil

O São Paulo não começou nada bem no Campeonato Brasileiro. Entretanto, para Tinga, a situação dos comandados de Hernán Crespo vem mudando dentro da competição, já que venceram os dois últimos jogos pela Série A. Além disso, o lateral/zagueiro do Fortaleza ressalta que a partida será ainda mais difícil, devido os possíveis desfalques no adversário:

“A gente sabe que o São Paulo já vem de duas vitórias, então já mudou. Sabemos que no Brasileirão eles estão reagindo. A gente sabe que eles vão ter jogo pela Libertadores na terça-feira, com certeza vão poupar alguns jogadores. Eles estão vindo com muitas lesões também. A gente sabe que fica até mais difícil, porque os jogadores que vão estar em campo vão querer mostrar mais, então vai ser muito mais difícil”.

Regularidade

Após 11 rodadas do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza ocupa o quarto lugar na tabela de classificação, com 21 pontos conquistados. Agora, após um ótimo começo, o próximo desafio será manter este rendimento até o final da competição. Tinga reconhece a dificuldade de manter a regularidade na Série A, mas vê o Leão preparado para isso:

“A gente tem que continuar trabalhando, porque sabemos da dificuldade que é manter a regularidade em um campeonato tão difícil. Então sabemos que vai ser muito difícil, mas estamos preparados”.

Função nova

Com a chegada do Juan Pablo Vojvoda, não só o Fortaleza ganhou uma cara nova. Antes lateral, Tinga agora vem atuando como um terceiro zagueiro no esquema do técnico argentino. Sobre a nova função, o atleta diz que está sendo uma experiência boa, além de ressaltar que busca sempre melhorar:

“Está sendo muito boa, né? Um aprendizado novo. Estou pegando mais uma função na minha carreira e isso está sendo muito bom. Estou estudando, melhorando, vendo meus vídeos depois dos jogos para ver o que eu posso melhorar, principalmente nos passes. Está sendo muito bom”.

Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta