BRASILEIRÃO Ceará Sem categoria

Guto fala em primeiro tempo “agressivo defensivamente” do Fluminense e diz que o Ceará cresceu na segunda etapa

(Foto: Reprodução/Vozão TV)

Além disso, o treinador do Ceará falou sobre as saídas que estão acontecendo no elenco.

Depois do Ceará empatar em zero a zero com o Fluminense pelo Brasileirão, o treinador Guto Ferreira concedeu entrevista na noite da última quarta-feira, 7. Na ocasião, o comandante da equipe alvinegra fez uma avaliação da partida; explicou como barrou a ofensividade da equipe tricolor na segunda etapa e falou sobre o que está sendo feito para administrar as saídas do elenco.

Avaliação da partida

Para Guto Ferreira, o Ceará “sofreu” no primeiro tempo em razão da agressividade da marcação dos jogadores de defesa do Fluminense. Ele diz que o Vovô cresceu e conseguiu se soltar mais para o jogo a partir da segunda etapa.

O Fluminense fez uma partida defensivamente muito agressiva. o meio campo e a linha de zaga deles trabalharam muito, principalmente no primeiro tempo. No primeiro tempo saímos do jogo com um chute de fora (da área), a nossa linha de ataque não quebrou a última linha deles. No segundo tempo a nossa equipe cresceu, o Jael entrou descansado contra uma zaga que o Cléber cansou, já conseguiu um pouco mais de sucesso e a nossa equipe conseguiu agredir o último terço do campo e conseguimos criar situações melhores, não exatamente o que a gente queria, mas já conseguiu ganhar mais o campo de ataque”.

Melhora na segunda etapa

Questionado sobre como “barrou” a melhora ofensiva do Fluminense depois das alterações na segunda etapa, Guto diz que respondeu da mesma forma. Ele destacou as trocas feitas para colocar jogadores mais descansados, emparelhando o jogo.

Eu agi da mesma maneira. Ele mexeu em duas peças do meio de campo, dando mais gás. Embora os jogadores estivessem bem no jogo (Vina e Marlon), eu botei também dois jogadores descansados que foi o Kelvyn e o Naressi, que deram sustentação por estar descansado e acho que a nossa equipe até cresceu […]. Eu acho que esse tipo de situação emparelhou o jogo”.

Saídas do elenco

Com a confirmação da negociação do atacante Saulo e a saída oficial do volante Charles, Guto foi perguntado se o elenco necessitava de novas contratações ou se não há urgência por novos jogadores. O treinador diz que a diretoria resolve essas questões, mas comenta que todos estão cientes do que o clube perde com essas saídas.

“A gente não comenta sobre plantel em entrevista, sobre isso, quem fala geralmente é a direção. A única coisa que posso falar é que a gente está em contato direto, a direção tem trabalhado. É ciente do que a gente perde com a saída desses jogadores e de que maneira a gente pode buscar soluções […]. Pode ter certeza que o clube, dentro do possível, vai estar procurando fazer o melhor”.

Deixe uma resposta