Ceará

Guto Ferreira se torna o treinador mais longevo da Série A

(Foto: Felipe Santos/Ceará S.C.)

O treinador foi anunciado pelo Ceará no dia 18 de março de 2020.

O treinador do Ceará, Guto Ferreira, mesmo não vivendo sua melhor fase dentro do clube, tem um motivo para ser comemorado, pois se tornou o treinador com o trabalho mais longevo da Série A. Antes dele, o primeiro colocado dessa lista era o Lisca no América-MG, com um ano e quatro meses de trabalho, porém, pediu nesta segunda-feira, 14, demissão da equipe, depois de sequência sem vitórias.

O atual comandante alvinegro chegou no dia 18 de março de 2020, substituindo Enderson Moreira que estava de partida para o Cruzeiro. Desde então, passaram um ano e três meses à frente da equipe. Nesse período, Guto mantém o histórico de 36 vitórias, 22 empates e 23 derrotas em 81 partidas.

Retrospecto pelo clube

Logo na chegada de Guto Ferreira ao Ceará, em 2020, o futebol nacional havia paralisado suas atividades por conta do surgimento de casos de Covid-19 no Brasil. Dessa forma, o primeiro “contato” com os jogadores e as primeiras instruções dadas aconteceu de forma virtual, aguardando o retorno das partidas.

Com o retorno das atividades presenciais, o treinador deveria montar um time competitivo em um curto intervalo de tempo para o restante da disputa da Copa do Nordeste, que seria em Salvador. Dito e feito. O Ceará conseguiu avançar para o mata-mata e venceu o Vitória nas quartas-de-final, Fortaleza na semifinal e o Bahia nas duas partidas da final, conquistando o título da região.

Nas competições nacionais da temporada 2020 também conseguiu fazer marcar seu nome no clube. No comando de Guto Ferreira, o Ceará fez sua melhor campanha na história do Brasileirão por pontos corridos, terminando na décima primeira posição. Além disso, o Vovô chegou nas quartas-de-final da Copa do Brasil, sendo eliminado pelo Palmeiras.

Atualmente, Guto vive um de seus momentos mais complicados pelo Vovô. Mesmo com um início de temporada promissor nas quatro competições que disputava, o Ceará acabou “falhando” em todas. Pois acabou perdendo a Copa do Nordeste na final contra o Bahia, não se classificou para a fase eliminatória da Sul-Americana, foi vice-campeão do Fortaleza no estadual e, também contra o seu rival, foi eliminado da terceira fase da Copa do Brasil. Dessa forma, o foco para o restante do ano estará no Brasileirão.

Deixe uma resposta