Ceará COPA DO BRASIL Sem categoria

Guto Ferreira analisa derrota no Clássico-Rei e fala em ‘ter forças de se levantar’ para o próximo jogo

(Foto: Reprodução/Vozão TV)

Além disso, o treinador do Vovô falou sobre a falta de êxito da equipe em momentos decisivos da temporada.

Depois de perder o Clássico-Rei por três a zero e ser eliminado na Copa do Brasil, o treinador do Ceará, Guto Ferreira, concedeu entrevista coletiva na última quinta-feira, 10. Na ocasião, ele falou sobre os motivos para essa derrota; o que acontece com o time em momentos decisivos e o que deve ser feito para os jogadores não ficarem abatidos para a próxima partida.

Derrota na Copa do Brasil

O Ceará não conseguiu desempenhar bom futebol e acabou saindo derrotado por três a zero e foi eliminado pelo Fortaleza na Copa do Brasil. Para Guto, o erro na bola parada do primeiro gol fortaleceu a estratégia da equipe adversária.

No momento em que estávamos melhor no jogo, acabamos tendo um erro na bola parada. Eles abriram o placar e a partir disso a estratégia deles ficou fortalecida. Ao final do primeiro tempo, um outro erro nosso que causou o gol. Se você analisar, nós tivemos duas bolas na trave e vários bate-rebate em situação de gol, mas não conseguimos fazer.

Momentos decisivos

Na atual temporada, em várias situações decisivas, o Ceará só dependia apenas de si para avançar nas competições, mas não conseguiu ter êxito em nenhum. Sobre isso, o treinador diz que cada partida “final” foi uma situação diferente.

Para cada momento é uma situação. O momento da Copa do Nordeste foi um, o momento do estadual foi outro completamente diferente e o momento da Sul-Americana também. Cada um teve um aspecto e de todos, onde a gente foi muito abaixo e sem uma situação mais justificável foi hoje.

Próxima partida

Sem muito tempo para lamentar, a equipe do Ceará, já no próximo domingo, 13, joga contra a Chapecoense pelo Campeonato Brasileiro. Questionado sobre como não deixar o elenco se abater por esse resultado negativo na Copa do Brasil, Guto Ferreira fala em juntar forças da dor para buscar a vitória.

Tem que ter forças de se levantar, avaliar aquilo que nós fizemos de errado e perceber que, infelizmente, esse jogo não volta mais. Não é o que a gente gostaria, a gente sai sentido, com uma dor muito forte, mas essa dor tem que transformar em força para a próxima partida a gente fazer muito melhor do que nós fizemos e sair com a vitória.

Deixe uma resposta