Ceará COPA DO NORDESTE

Sem receber acórdão, Ceará não consegue pedir efeito suspensivo para Gabriel Dias, Jael e Mendoza

(Foto:Reprodução/Dugold)

Alvinegro não poderá contar com o trio no jogo desse sábado

O departamento jurídico do Ceará ainda não pôde entrar com pedido de efeito suspensivo em favor dos jogadores Gabriel Dias, Jael e Mendoza, devido às penalidades sofridas após a confusão na Copa do Nordeste 2021, contra o Bahia.

As informações são do jornalista Mário Kempes. Em julgamento realizado pela 3ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, na última quarta-feira, 2, os atletas pegaram gancho de seis, sete e oito jogos de suspensão. Isso acontece porque o “acórdão” ainda não foi lavrado.

O vovô foi notificado da decisão pela entidade nesta sexta-feira, 4. Dr. Anacleto Figueiredo Neto, diretor jurídico do Alvinegro, disse a Mário Kempes que assim que o documento for recebido, o pedido de efeito suspensivo será entregue ao Tribunal.

A briga

Após o apito final da da decisão da Copa do Nordeste, na Arena Castelão, jogadores de Ceará e Bahia protagonizaram briga generalizada, que foi denunciada no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Na súmula, o árbitro da partida alegou uma série de artigos infringidos pelos atletas, o que ocasionou nas punições após a Procuradoria oferecer denúncia.

Além da suspensão dos atletas, o Ceará foi multado em R$ 16,6 mil. O lateral-direito Gabriel Dias pegou gancho de seis jogos, Jael ficou com sete e Mendoza recebeu oito. O último, no entanto, já cumpriu três partidas da pena e ficará apenas mais cinco duelos fora.

O trio é destaque certo para o jogo deste sábado, 5, contra o Santos. Na Vila Belmiro, a partir das 21 horas, o vovô encara a equipe santista em busca da segunda vitória consecutiva no Brasileirão. Caso não consiga efeito suspensivo, o atletas também desfalcam o contra o Fortaleza, no jogo de volta pela Copa do Brasil.

Israel
Jornalista

Deixe uma resposta