Análise: a primeira temporada de Everton Cebolinha na Europa

Foto: José Manuel/Getty Images

Atacante viveu altos e baixos, mas teve bom desempenho no Benfica

Com o fim das competições da temporada na Europa, o Benfica, atual clube do atacante cearense Everton Cebolinha, oriundo das categorias de base do Fortaleza, não entrará mais em campo. Dessa forma, podemos avaliar como foi, individual e coletivamente, a primeira temporada do brasileiro em Portugal.

Anúncios

+ LEIA MAIS | Arthur Cabral finaliza temporada como brasileiro com mais gols na Europa

Primeiro ano de Everton na Europa

Vendido ao Benfica pelo Grêmio, Everton Cebolinha chegou à Europa no início da temporada 2020/21. Seu primeiro ano no velho continente foi recheado de altos e baixos. Muitas vezes escalado fora de sua posição de origem pelo técnico Jorge Jesus, o atacante foi, além disso, deixado no banco em outras oportunidades.

No entanto, de forma geral, teve bom desempenho individual. Em primeiro lugar, em 48 jogos totais, o atacante marcou oito gols e distribuiu 11 assistências. Destes, sete tentos e nove passes foram no Campeonato Português. Por outro lado, o cearense marcou um gol e assistiu outros dois na Liga Europa. Por fim, na reta final da temporada, o jogador da Seleção Brasileira viveu grande fase, ganhando moral com a torcida benfiquista. O cearense, inclusive, nos clássicos contra Porto e Sporting, marcou gol e deu assistência, respectivamente.

Em contrapartida, apesar de bons números individuais de Everton, o Benfica não fez boa temporada. Primeiramente, a equipe de Jorge Jesus foi eliminada na fase qualificatória da Champions League pelo PAOK. Além disso, na Liga Europa, o time português caiu diante do Arsenal. Posteriormente, o clube de Lisboa perdeu os títulos da Taça da Liga e da Taça de Portugal, ambos para o Braga. Por fim, no Campeonato Português, o Benfica foi apenas o terceiro colocado, atrás dos seus rivais Sporting e Porto.

Anúncios

Fala, Cebolinha

Em entrevista ao canal Bplay, pertencente ao Benfica, Everton comentou sobre sua experiência em seu primeiro ano no futebol europeu: “Sinto-me muito orgulhoso pelo que fiz, pessoal e profissionalmente. Pude dar alegrias aos torcedores brasileiros, do Grêmio, meu antigo clube, e espero, também, poder dar alegrias aos benfiquistas. O Benfica é um clube com uma torcida gigantesca e poder dar a ela alegrias e receber elogios na rua me faz sentir muito feliz”, disse Cebolinha.

Além disso, o cearense demonstrou ambição e afirmou sonhar em fazer história pelo clube português: “Sou uma pessoa muito realizada. Tenho dois filhos com saúde, sou bem casado, jogo no maior clube de Portugal… não me falta nada. Quero conquistar títulos pelo Benfica e deixar o meu nome na história do clube”, finalizou Everton.

Anúncios

Siga o Portal Futebol Cearense no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: