Ceará Entrevistas

‘Ficamos muito abaixo do nosso jogo’, avalia Guto Ferreira após eliminação na Copa Sul-Americana

(Foto: Reprodução/ Conmebol Sudamericana)

Treinador alvinegro destacou a dificuldade em se jogar na altitude e reconheceu atuação ruim do Vovô.

Na noite da última quinta (27), o Ceará foi derrotado, por 1 a 0, pela equipe do Jorge Wilstermann, e se despediu da Copa Sul-Americana. O treinador alvinegro Guto Ferreira concedeu entrevista coletiva após o jogo no estádio Félix Capriles, o técnico falou sobre as alterações durante a partida e toda a dificuldade em jogar na altitude de Cochabamba.

Anúncios

As dificuldades encontradas na altitude

No começo da entrevista coletiva, o técnico Guto Ferreira comentou sobre as dificuldades de jogar na altitude e a diferença entre o jogo de ontem e o jogo contra o Bolívar. 

“Para quem tá em casa na televisão, talvez não tenha noção da dificuldade quando se fala em altitude, nós pegamos um campo em La Paz onde pudemos desenvolver o jogo numa estratégia mais defensiva e hoje precisávamos ganhar. O gramado de La Paz é um pouco mais duro, ele não tem tanta tração, e na altitude quando você faz a força é quando te falta o ar, e nossa equipe afogou bastante durante a partida. O Jorge Wilstermann soube marcar bem e explorar nossos espaços deixados.”

Anúncios

Saída de Vina

Guto Ferreira falou sobre a saída de Vina para a entrada de Jorginho e explicou o porque da mudança.

“Sobre a saída do Vina é circunstâncias da partida, Jorginho foi nosso melhor jogador em La Paz, era a busca de um pouco mais de mobilidade naquele momento, um jogador que pudesse trazer um pouco mais de ações ofensivas junto com ações defensivas.”

Atuação do Ceará

Guto Ferreira não gostou nem um pouco da atuação do Ceará na partida, e citou mais uma vez a altitude como fator determinante.

“Ficamos muito abaixo do nosso jogo, eu acho que na Copa Sul-Americana nós não fizemos um jogo num nível tão baixo como hoje, nossa equipe sentiu demais, não quero trazer como desculpa porque queremos sempre vencer e quando chega um momento como esse, a pergunta vem a gente responde o que realmente acontece, e as pessoas acham que você tá dando desculpas, porque você não teve capacidade de ultrapassar a barreira, mas só vivenciando o que vivemos aqui é que pode se comprovar.”

Anúncios

Deixe uma resposta