Sem categoria

Na busca pelo acesso: conheça o elenco e os adversários do Ceará na Série A-2

Foto: Pedro Chaves / Ceará SC

Vovô busca o acesso à elite

Após dois anos batendo na trave, a temporada 2021 será chave para o futuro do futebol feminino do Ceará. A equipe ficou no último mata-mata antes de subir de divisão em 2019 e 2020 para Cruzeiro e Botafogo, respectivamente.

Troca de treinador

O ídolo alvinegro Sérgio Alves foi demitido do cargo após perder o título do Campeonato Cearense para o Fortaleza e para o lugar trouxe Jorge Victor. Mineiro de Belo Horizonte, o treinador de 27 anos possui passagens por Cruzeiro, América-MG e Atlético-MG, apenas como auxiliar.

Novo treinador do time feminino, Jorge Victor é apresentado pelo Ceará |  ceará | ge

“A preparação tem sido muito boa. Desde que eu cheguei, diante de umas mudanças que nós fizemos, estamos trabalhando incansavelmente no campo e na musculação, também com reuniões de vídeos para desenvolvimento da equipe para nos preparar para essa competição que é tão importante para nós”

Elenco recheado

Com a saída recente de Gilmara, que estava desde 2019, o elenco feminino do Ceará tem 30 jogadoras sendo seis vindas da categoria sub-18.

GOLEIRAS: Bruna Almeida, Ellen, Suyane Elias, Thaís e Yasmin

ZAGUEIRAS: Ana Rebeca, Camila, Edna, Jiselle, Karen Rocha, Mariana e Ray

LATERAIS-DIREITAS: Mari Machado e Rafa

LATERAIS-ESQUERDAS: Bebê, Gabriela Barbosa e Livyan

VOLANTES: Byah, Edna Baiana e Jullyana Morais

MEIAS: Beatriz Alves, Bia Caucaia, Nat Rodrigues, Tefa e Thay

ATACANTES: Amalia, Annaysa, Jady, Michele Carioca e Vitória Galvão

Como vem os adversários

Dos cinco jogos na primeira fase, o Ceará irá ser mandante em três deles, pois é melhor ranqueado na CBF do que os rivais.

1ª – 16/05 – 15h – Ceará x América-RN

2ª – 23/05 – 15h – Uda-AL x Ceará

3ª – 29/05 – 15h – Ceará x Náutico-PE

4ª – 05/06 – 15h – Ceará x Botafogo-PB

5ª – 18/06 – 16h30min – Santos Sumont-SE x Ceará

  • GRUPO C

♦ América-RN

Campeão potiguar em 2020, o América-RN chega a disputa da Série A-2 em busca de fomentar ainda mais o futebol feminino do clube. Sem grandes investimentos, a equipe potiguar com o técnico Raul Menezes no comando. Antes de estrear na competição, o Alvirrubro realizou uma série de amistosos e os últimos foram contra o Projeto 10 da Bola, quando venceu por 1 a 0, e contra a equipe masculina da Sociedade Esportiva Coruja, com o resultado não divulgado.

Os destaques do time ficam por conta da goleira Sabrina e da atacante Nadine, que marcou gol na final do estadual diante do União-RN.

Goleadas marcam abertura do Campeonato Potiguar Feminino | rn | ge
América-RN quer surpreender na Série A-2 (Foto: Divulgação/América RN)

♦ Botafogo-PB

O Botafogo-PB está de volta a uma competição nacional do futebol feminino após vencer o Auto Esporte na decisão do Campeonato Paraibano por 7 a 0. As Belas do Belo, como são carinhosamente chamadas, chegam a Série A-2 com a perspectiva de uma grande campanha.

No comando da equipe, Gleide Costa é a responsável por reger as jogadoras alvinegras em busca de uma boa desenvoltura dentro de campo, com bons resultados e uma classificação para a próxima fase, como aconteceu no ano de 2019, na última participação da equipe na competição.

A lateral-direita Fafá e a atacante Letícia são as armas do time paraibano em busca da classificação.

Belas do Belo comemoram ao trilar do apito final da decisão
Belas do Belo se preparam para lutar pelo acesso à elite (Foto: Raniery Soares)

♦ Náutico-PE

Após 14 anos de espera, o Náutico voltou a ser campeão estadual de futebol feminino quando bateu o rival Sport na Arena Pernambuco. O último título estadual do Náutico no futebol feminino havia acontecido em 2006, sobre o Barreirense.

A conquista aconteceu no dia do aniversário do clube de 120 anos, 07 de abril, a equipe venceu nos pênaltis após o empate por 1 a 1 no tempo normal. Além da taça, o Timbu ainda garantiu a vaga na Série A-2 do Brasileiro deste ano.

Jeronson França, técnico do time feminino, é uma arma do Timbu para lutar pela classificação. O Náutico mandará seus jogos nos Aflitos, casa principal dos pernambucanos.

Artilheira e melhor jogadora do Campeonato Pernambucano, a atacante Nadine é o principal trunfo do Náutico para a competição. A goleira Keka, eleita a melhor da posição no estadual, é o ponto de segurança da equipe.

Náutico campeão do Pernambucano feminino 2020 sobre o Sport — Foto: Fernanda Acioly / Náutico
Náutico campeão do Pernambucano feminino 2020 sobre o Sport — Foto: Fernanda Acioly / Náutico

♦ Santos Dumont-SE

Adversário do Ceará em 2020 quando o Vovô aplicou um histórica goleada por 11 a 1, sendo quatro gols de Michele Carioca, o Santos Dumont só venceu uma partida em cinco disputadas. A expectativa é de que 2021 seja melhor e as sergipanas possam brigar pela classificação.

Sem campeonato estadual em 2020 devido a pandemia da COVID-19 e ainda sem data para acontecer o de 2021, o Santos Dumont-SE ganhou a vaga por ter sido campeão estadual em 2019 em cima do Estanciano.

Equipe ainda não jogou na temporada (Foto: Divulgação)

♦ União Desportiva Alagoana -UDA

Fundado em 2010, o clube chega a Série A-2 com pompa de ser SETE VEZES campeão estadual de forma consecutiva, mas a competição não foi disputada em 2020 e sem previsão para 2021. São oito títulos em onze edições disputadas

A aposta do UDA é a atacante Tamara e o reforço da meia Fernanda Muniz para que a equipe alagoana possa ficar entre as duas primeiras colocadas do grupo ou avançar como melhor terceiro.

Tamara é a referência ofensiva do UDA (Foto: Divulgação)

Deixe uma resposta