Ceará Copa Sul-Americana FC MEMÓRIA

Prestes a completar 77 anos, Dimas Filgueiras é homenageado com mosaico; relembre a passagem dele pelo Ceará

Foto: Divulgação/Ceará Chopp

Ídolo alvinegro tem muita história no clube

No próximo dia 13, Dimas Filgueiras Filho, popularmente conhecido como Dimas Filgueiras, completará 77 anos sendo 46 dedicados ao Ceará Sporting Club. Dessa forma, o grupo ‘Vai Rolar a Festa’ montou um mosaico na Arena Castelão para homenagear um dos maiores ídolos do Vovô.

Longa e bonita história em Porangabuçu

Nascido no Rio de Janeiro, com passagem pelo Botafogo atuar de nomes como Garrincha, Nilton Santos e Zagallo, por ironia do destino, passou um ano no Fortaleza, entre 1971 e 1972, mas acabou não renovando contrato. Sem clube, Dimas saiu do Tricolor e acertou com o Vovô.

“Há males que vêm para o bem. Não fiquei no outro time, mas ganhei uma casa”, recorda Dimas, sem citar o clube rival. “Foi o Luiz Teixeira, diretor financeiro, quem me levou para o Ceará. Foi a melhor coisa que já aconteceu comigo”, reforça o ex-lateral, conhecido pela polivalência na defesa.

Recordou ao Verminosos por Futebol

Passando por vários cargos no time alvinegro, Dimas já foi preparador físico, auxiliar, supervisor, diretor, vice-presidente, coordenador de base e treinador. E em 1982 fez sua estreia como técnico. É o treinador com mais partidas na história do Vovô, com 514 jogos, e o único a ter conseguido duas classificações para competições internacionais (Copa Conmebol de 1995 e Copa Sul-Americana de 2011).

Apesar de ter apenas dois títulos oficiais, os estaduais de 1996 e 2002, Dimas foi vice-campeão da Copa do Brasil, evitou o rebaixamento do clube a Série C e em 2010 livrou o Vovô de voltar a segunda divisão.

“Só não fomos campeões porque acabamos garfados pela arbitragem”, lamenta Dimas, relembrando o empate sem gols contra o Grêmio, em Porto Alegre. Na ocasião, o árbitro Oscar Roberto de Godoy não assinalou um pênalti no atacante Sérgio Alves, nos minutos finais.

Recordou ao Verminosos por Futebol

Como jogador, foram 133 partidas e o bicampeonato estadual em 1975 e 1976 com dois gols marcados com a camisa alvinegra.

No total, Dimas Filgueiras defendeu o clube em 647 partidas oficiais juntando os números como jogador e treinador.

Acordo judicial, Alzheimer e homenagem

Após 42 anos de serviços prestados, Dimas foi desligado do Ceará em 2018, quando já apresentava algumas dificuldades de saúde, mas o Soldado Alvinegro acabou não aceitando bem a saída o que acarretou num acordo judicial entre as partes.

Com Alzheimer avançado, o eterno ídolo alvinegro tem poucas palavras e muitas vezes repete “Ceará.” Dimas tem terapia ocupacional para amenizar os efeitos da doença e já está vacinado contra a COVID-19.

No clube, um vestiário leva o nome do lendário Soldado Alvinegro e no seu aniversário de 76 anos, o Vovô homenageou Dimas com um lindo vídeo nas redes sociais.

Perfil:

Nome: Dimas Filgueiras Filho
Nascimento: 13/5/1944
Naturalidade: Rio de Janeiro
Clubes como jogador: Botafogo, Fortaleza (1971/1972) e Ceará (1972/1976)
Clubes como técnico: Ceará (1982/2012)

Mais jogos no comando de um mesmo clube:

1º Lula – Santos – 999 jogos
2º Flávio Costa – Flamengo – 733 jogos
3º Osvaldo Brandão – Palmeiras – 580 jogos
4º Vicente Feola – São Paulo – 524 jogos
5º Dimas Filgueiras – Ceará – 504 jogos

Fonte: Pesquisador Eugênio Fernandes Fonseca

Deixe uma resposta