Fortaleza

“Disputa bem equilibrada”, avalia Leo Porto sobre 0 a 0 entre Fortaleza e Ferroviário

Foto: Divulgação/Fortaleza EC

Treinador interino do Leão concedeu entrevista após empate sem gols com Ferroviário

O treinador interino e auxiliar fixo Leo Porto, do Fortaleza, concedeu entrevista sonora à imprensa após o empate sem gols diante do Ferroviário neste sábado (8), pelo Campeonato Cearense. O auxiliar falou sobre a partida, fez reclamações do gramado e comentou sobre a entrega do grupo para o próximo treinador, Juan Pablo Vojvoda.

Anúncios

Avaliação do jogo

“A gente teve uma atuação que foi condizente com o jogo: 0 a 0. Criamos algumas oportunidades, não conseguimos fazer o gol, Ferroviário também teve chances de gol. Acho que foi uma disputa bem equilibrada, até pelo gramado que deixava bastante a bola viva, então o jogo ele ficou alternando bastante os momentos. O Ferroviário teve méritos também na criação de jogadas e nós conseguimos criar algumas jogadas, mas nenhuma das duas equipes foi efetiva para fazer o gol”, avaliou Leo Porto sobre a partida.

Evolução ou frustração?

Leo Porto foi questionado se observou uma evolução ou frustração da equipe tricolor em relação às últimas partidas, e respondeu:

“É complicado avaliar, como eu falei, quando se joga em um gramado como esse, e não é desculpa, o jogo fica mais vivo né, então os jogadores dos dois times vão errar um pouco mais, vai haver mais erro técnico e tático. Então, acho que as duas equipes hoje jogaram o jogo que tentou se adaptar ao gramado que nós jogamos. A gente conseguiu criar algumas chances, o Ferroviário também, mas nenhuma das duas equipes conseguiu prevalecer na partida.”

Falta de criatividade do time

“Mais uma vez, a falta de qualidade se baseia muito na circulação da bola. A gente circulou a bola lentamente, e isso é uma coisa que em um gramado assim é difícil mesmo você circular a bola rápido, ela fica mais viva. Então, hoje nossos jogadores tiveram bastantes erros técnicos que em um campo normal isso não aconteceria. Então a falta de criatividade baseia bastante nisso”, explicou o auxiliar sobre a falta de criação da sua equipe.

Vojvoda

Inevitavelmente, Leo Porto falou sobre o treinador do Fortaleza: Juan Pablo Vojvoda. Perguntado em duas oportunidades sobre o argentino, sua comunicação com ele e como entregará a equipe para o comandante, Leo falou:

“Nós tivemos uma reunião via Zoom e conversamos bastante sobre a equipe. O Vojvoda queria saber mais informações individuais dos jogadores, o dia a dia de trabalho no clube e ele falou também algumas coisas que achou da equipe. Então, a gente está conversando e aguardando a chegada dele.”

“A gente entrega o time em uma condição física muito boa e uma condição tática também. É óbvio que a gente sempre tem que melhorar, então temos alguns aspectos importantes a melhorar, tanto defensivo quanto ofensivo. Mas eu tenho certeza que com a chegada do professor e tempo de trabalho a gente vai conseguir corrigir esses detalhes e seguir em frente.”

Anúncios

Deixe uma resposta