CAMPEONATO CEARENSE Fortaleza Pacajus

Léo Porto crê que houveram dois tempos distintos na partida diante do Pacajus

(Foto: divulgação/Fortaleza EC)

Fortaleza empatou com o Pacajus em 0 a 0, no Ronaldão

Após o empate em 0 a 0 diante do Pacajus, na tarde dessa quarta-feira (5), o auxiliar técnico Léo Porto concedeu entrevista coletiva. Na oportunidade, o comandante do Fortaleza comentou primeiramente sobre a sua avaliação do confronto:

Anúncios

“Acho que a gente fez um bom primeiro tempo, criando boas oportunidades. No segundo tempo ficou um jogo mais igual, mais aberto, nós perdemos um pouquinho do controle da bola no segundo tempo, então ficou um jogo mais franco e com isso o Pacajus tem jogadores de velocidade na frente, eles conseguiram chegar mais na frente do nosso gol. Então acho que foram dois tempos distintos, um com mais controle e o outro o jogo um pouquinho mais aberto”, afirmou Léo Porto.

O comandante do Leão do Pici nessa partida também destacou o motivo do atacante Wellington Nem ter entrado tardiamente no jogo: “O Wellington Nem a gente vem colocando ele aos poucos, para ele ir ganhando ritmo. Ele não tinha feito nenhum campo aberto ainda nesta semana de treino, então a gente colocou ele para ver se ele conseguia principalmente fazer um movimento, ele é um jogador que faz bastante movimento em cima da última linha. Então para ver se nesses últimos cinco, seis minutos finais, mais os acréscimos ele conseguiria algum movimento para que a gente conseguisse chegar na cara do gol”.

Por fim, ele também afirmou até quando irá comandar o Fortaleza: “A gente está aguardando a chegada da nova comissão técnica para conversar com eles e ver quais serão os próximos passos. Então a gente vai conversando aí para ver até quando vai dar prosseguimento a esse trabalho”, finalizou.

Anúncios

Deixe uma resposta