Fortaleza

Mesmo ansioso para conhecer o novo técnico, Yago Pikachu prega cautela na escolha: ‘Não pode se precipitar’

(Foto: reprodução/TV Leão)

Yago Pikachu concedeu entrevista coletiva na véspera da reestreia no Cearense

A ansiedade para descobrir quem será o novo treinador do Fortaleza não se resume apenas para os torcedores. Isso porquê, em entrevista coletiva realizada nessa sexta-feira (30), o atleta Yago Pikachu também se revelou ansioso pelo desfecho dessa situação. Além disso, o lateral/ponta aproveitou a ocasião, para comentar sobre o retorno do Campeonato Cearense e a semana de trabalhos com Léo Porto.

Anúncios

Ansiedade e cautela

Desde o último domingo (25), sem técnico, o Fortaleza ainda busca no mercado um profissional para substituir Enderson Moreira. Diante disso, Yago Pikachu revela ansiedade para saber quem será o novo comandante, mas também prega cautela para não se precipitar na escolha:

“Não só eu, mas todo mundo está ansioso para saber quem vai ser o nosso treinador. O Campeonato Brasileiro já está aqui na porta, praticamente um mês. Então o treinador que chegar vai ter esse período para conhecer os jogadores que estão aqui, para colocar a filosofia de trabalho dele, e a gente se adaptar o mais rápido possível. A gente, querendo ou não, está um pouco ansioso, mas sabemos que não pode se precipitar. Acredito que a direção está com tranquilidade, tem um tempo ainda para definir o melhor para o clube. Seja lá quem for, a gente tem que encarar como uma oportunidade para todos. Zera tudo, todo mundo vai demonstrar o potencial e quem estiver melhor, com certeza vai iniciar as partidas”.

Trabalho de Léo Porto

Sem um técnico definido, o Fortaleza será comandado interinamente pelo auxiliar Léo Porto, que vem treinando a equipe desde terça-feira (27), data da reapresentação do elenco. Pikachu comentou sobre a semana de treinos com o profissional:

“Está sendo muito bom. O Léo está tendo um tipo de trabalho semelhante ao do Enderson, mas com alguns conceitos diferentes. Então a gente conseguiu trabalhar muito bem essa semana, principalmente posse de bola, variação de jogo, variação de posicionamento. Então espero que a gente possa colocar em prática já nesse próximo jogo”.

Treinador ofensivo

A diretoria leonina já deixou claro que busca um treinar que possa potencializar o setor ofensivo da equipe. Diante disso, Pikachu valida a escolha da cúpula tricolor e elogia os atletas que atuam “do meio para frente”:

“O clube tá querendo um treinador com jogo ofensivo, né. Eu acho bom, válido. Nós temos jogadores com características assim. Do meio para frente, você pode escolher um jogador de olho fechado. A gente tem muita qualidade do meio para frente. Temos que aproveitar as características de cada jogador, para tirar o melhor de cada um deles. Acho válido, mas claro que também temos que nos preocupar com a defesa”.

Seriedade

Neste sábado (1), o Fortaleza volta a atuar pelo Campeonato Cearense após mais de um mês. Mesmo sendo uma competição considerada de menor importância, Yago Pikachu ressalta que a equipe precisa encarar as partidas com seriedade:

“O grau que a gente tem que encarar é com maior seriedade possível. Claro que nós ficamos muito tristes pela não classificação para a final da Copa do Nordeste, mas já deixamos isso de lado. Nosso próximo adversário agora é o Caucaia. Temos que entrar com a maior motivação possível, porque a gente representa milhares de torcedores e estamos aqui porque merece. Então a gente tem que entrar com muita disposição, muita determinação, para fazer o nosso melhor, independente do adversário, independente da competição”.

“Todos os campeonatos estaduais, de um tempo para cá, ficaram um pouquinho desvalorizados, por conta dessas competições um pouquinho mais importantes, que é a própria Copa do Nordeste, Brasileiro, Copa do Brasil. Então são muitas competições, ainda mais com esse calendário que a gente tá tendo, principalmente nesses últimos dois anos. Mas já que a gente só tem essa competição até o início do brasileiro, temos que encarar da melhor maneira. Sabemos que a nossa equipe tem obrigação de chegar na final, pela qualidade, pela estrutura. Então temos que dar o nosso melhor para ser campeão dessa competição. Querendo ou não a gente tem que entrar em todas as competições com o objetivo de levantar a taça. Já que estamos no Cearense, temos obrigação de chegar na final e conquistar o título”, finalizou Yago Pikachu.

Para assistir a coletiva completa basta clicar AQUI.

Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta