Ceará COPA DO NORDESTE

Ceará e Bahia fazem sua segunda final seguida de Copa do Nordeste; confira o que mudou de 2020 para 2021 nas equipes

(Foto: Pedro Chaves)

Ceará e Bahia disputaram mais uma vez o título da Copa do Nordeste. Será a terceira que final que os alvinegros encaram os tricolores em uma decisão da Lampions. Em 2020, o mesmo ocorreu e o Vovô levou a melhor, vencendo o primeiro jogo por 3 a 1 e o segundo jogo pelo placar mínimo. Mas o que mudou em um ano nas duas equipes? Confira abaixo:

Jogos de ida e volta

Apesar da terem ocorrido dois jogos na última final de Copa do Nordeste, ambas foram disputadas em Salvador, no Estádio Pituaçu, local que ocorreu a reta final da competição para evitar as viagens, e consequentemente, diminuir as chances de contrair a Covid-19. Porém, nesse ano de 2021 ocorrerá jogos de ida e volta em suas determinadas casas. O primeiro jogo será novamente em Pituaçu e o duelo decisivo irá acontecer na Arena Castelão.

Treinadores

Por mais difícil que seja no futebol brasileiro um técnico permanecer mais de um ano a frente de um clube, é exatamente o que aconteceu com o Ceará. O Vovô está com Guto Ferreira desde a temporada passada. O ‘Gordiola’ assumiu o Vozão após a saída de Enderson Moreira e ainda garantiu o título da Copa do Nordeste para o Alvinegro de Porangabuçu.

Anúncios

Já no Bahia a história é outra. Naquela decisão, o Esquadrão de Aço tinha Roger Machado no comando técnico da equipe. Entretanto, o treinador não resistiu e foi mandado embora no meio do Campeonato Brasileiro. Com isso, a diretoria baiana trouxe Mano Menezes, que também não deu certo no tricolor. Então, decidiram apostar em Dado Cavalcanti, que conseguiu salvar o Bahia do rebaixamento, levar até a Copa Sul-Americana e uma final de regional.

Elenco

Ambos os elencos estão mais fortes do que na temporada passada, já que as duas equipes investiram em boas contratações para a temporada de 2021. O Vozão agora conta com Messias, que custou dois milhões de reais ao cofre alvinegro. Além dele, Oliveira, Mendoza e Felipe Vizeu são as “novas caras” do time do Ceará. Para completar, atletas como Jael, Yony González, Jorginho e os meninos da base João Victor e David podem vir a jogar essa decisão,

Já pelo lado tricolor, o Bahia mudou praticamente todo o sistema defensivo, a começar pelo goleiro, que agora é Matheus Teixeira. Além da dupla de zaga, que agora é Luiz Otavio e Conti, com Matheus Bahia pelo lado esquerdo e Nino na direita, único remanescente do setor defensivo.

Veja a escalação das equipes em 2020 e a provável escalação das mesmas para esse primeiro jogo da final:

Ceará em 2020: Fernando Prass; Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho, Charles e Vina; Sobral, Leandro Carvalho e Cléber. Técnico: Guto Ferreira.

Provável escalação do Ceará: Richard; Marlon (Buiú), Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Charles, Oliveira e Vina; Lima, Vizeu e Mendoza. Técnico: Guto Ferreira.

Bahia em 2020: Anderson; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Capixaba; Gregore, Flávio e Rodriguinho; Clayson, Fernandão e Élber. Técnico: Roger Machado.

Provável escalação do Bahia: Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Daniel e Thaciano; Rodriguinho, Gilberto e Rossi. Técnico: Dado Cavalcanti.

Anúncios
Anúncios

Deixe uma resposta