Ceará Copa Sul-Americana

Invicto há dez jogos como mandante em competições internacionais: conheça o Arsenal de Sarandí, adversário do Ceará

Foto: Divulgação/Arsenal

Equipe argentina vem de bons resultados na liga nacional

Nesta terça-feira, 27, o Ceará vai enfrentar o Arsenal de Sarandí, na Argentina, no que será seu primeiro jogo oficial fora do Brasil. A equipe alvinegra duela em solo argentino pela segunda rodada da Copa Sul-Americana. Enquanto o Vovô venceu na estreia o Jorge Wilstermann por 3 a 1, os ‘hermanos’ foram derrotados pelo Bolívar pelo placar de 2 a 1.

Nos últimos dez jogos, seja por Libertadores ou Copa Sul-Americana, o Arsenal não perdeu dentro dos seus domínios.

História

O Arsenal foi fundado em 1957, na localidade de Sarandí, na cidade de Avellaneda, província de Buenos Aires. Seu nome é uma homenagem ao Arsenal Football Club, equipe da Inglaterra. As cores oficiais do clube – azul-celeste e vermelho – simbolizam a união dos dois maiores clubes de Avellaneda: o Racing e o Independiente. Sarandí é um pequeno bairro de Avellaneda com cerca de 16,3 mil habitantes.

O clube esteve nas mãos de uma das famílias mais fortes do futebol da Argentina, os Grondona. Presidente de AFA (Associación de Fútbol Argentina) há 23 anos e vice-presidente da FIFA, Julio Grondona fundou o clube em 1957, ao lado de seu irmão Héctor. Julio Grondona Hijo, filho de um dos homens mais fortes do futebol argentino, também foi presidente do Arsenal.

Em 1960, Grondona era não só presidente do Arsenal, como também chefe da barra brava do clube. Revoltado com uma arbitragem do árbitro José Filacchione, invadiu o gramado e desferiu socos contra o apitador. Não há registros sobre quem era o adversário, nem sobre os motivos dessa explosão de raiva do dirigente. O fato é que ele recebeu uma suspensão de um ano e meio pelo episódio, o que o impediu de concorrer à presidência do Independiente no ano seguinte.

Julio Grondona, falecido dirigente esportivo argentino, em 2009. Foto: Wikipedia.

O time argentino tem 64 anos e foi campeão nacional apenas uma vez, em 2012. Na Sul-Americana, um título, conquistado em 2007. Na temporada passada, foi o 11º colocado do Campeonato Argentino.

Temporada ruim, mas momento bom

A equipe comandada por Sérgio Rondina é a lanterna do Grupo A da liga nacional com apenas 11 pontos conquistados em onze jogos disputados, mas vem de bons resultados nos últimos quatro embates. Após o 0 a 0 com o poderoso River Plate, a equipe emendou triunfos contra Godoy Cruz, Racing e Defensa y Justicia.

A falta de equilíbrio é o principal dilema do time argentino, pois sofreu 20 gols e marcou apenas 10 no certame nacional. O sistema defensivo é muito criticado pela torcida principalmente pela fragilidade pelo lado do campo. A recomposição dos laterais é falha e a cobertura não é eficaz.

Sérgio Rondina pode mandar a campo: Alejandro Medina, Ignacio Gariglio, Mateo Carabajal, Jonathan Bottinelli; Gastón Benavídez (Jesús Soraire), Emiliano Papa, Juan Andrada, Leonel Picco e Nicolas Castro; Brian Farioli e Jhonatan Candia (Albertengo).

Picco e Castro são dois dos melhores nomes do time em termos de criação de jogadas ofensivas.

COVID quase adiou o jogo

Com o aumento de casos de Covid-19, o governo da Argentina anunciou a proibição de jogos de futebol que terminem após às 20 horas em Buenos Aires. A medida influenciaria o duelo entre Arsenal de Sarandí e Ceará, que ocorre às 21h30min, estádio Julio Humberto Grondona. Entretanto ficou determinado que as partidas internacionais não sofrerão alterações.

Logo após a proibição de jogos na capital argentina, a Conmebol afirmou que não iria mudar o horário de jogos das competições internacionais — como Copa Libertadores e Sul-Americana — por conta das negociações com as emissoras que transmitem os certames.

Deixe uma resposta