COPA DO NORDESTE

Time propositivo e ataque goleador: como chega o Bahia para o duelo diante do Fortaleza

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Tricolor baiano tem o melhor ataque da Copa do Nordeste

Amanhã, sábado (24), o Fortaleza enfrenta o Bahia pelas semifinais da Copa do Nordeste na Arena Castelão, às 20h30. Em promessa de grande jogo, as equipes tricolores se enfrentarão pela terceira vez no ano de 2021, desta vez valendo vaga na final do Nordestão. Confira como vem o adversário do Leão do Pici para o confronto:

Anúncios

Em 9 jogos da Copa do Nordeste, o Bahia possui 5 vitórias, 1 empate e 3 derrotas. O Tricolor de Aço é detentor do melhor ataque da competição com 20 gols, média superior a 2 gols por partida. Isso passa muito pelos pés do atacante Gilberto, artilheiro do torneio com 7 gols. Esse forte ataque também se reflete na Copa do Brasil, onde o time marcou incríveis 11 gols em apenas duas partidas – 7×1 contra o Campinense e 4×1 contra o Manaus.

Time ideal

O treinador Dado Cavalcanti deve ter todos seus principais jogadores à disposição para o jogo de amanhã. Com isso, o Bahia deve ir à campo com: Douglas; Nino Paraíba, Luiz Otávio, German Conti, Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Thaciano, Daniel; Rodriguinho, Rossi, Gilberto. A equipe baiana se posiciona em um 3-2-5 na fase de construção das jogadas, liberando o lateral Nino Paraíba para o ataque e o volante Patrick de Lucca sendo o responsável pela distribuição de jogo. O time também aproveita bastante o meia-atacante Rodriguinho nas “entrelinhas” para armar as jogadas e até aparecendo como elemento surpresa na área. Defensivamente, a equipe se comporta em um 4-4-2, com o ponta Rossi voltando para marcar na linha de 4 do meio campo.

O Bahia de Dado Cavalcanti é uma equipe bastante propositiva, que se baseia na ocupação de espaços pela superioridade numérica para avançar

Grande destaque

Gilberto, atacante de 31 anos, é o grande destaque do Bahia já há algumas temporadas, e nesta não foi diferente. O centroavante é o artilheiro do torneio regional com 7 gols em 8 jogos. Contra o Leão, Gilberto marcou o gol baiano na partida válida pela fase de grupos, terminada em 2×1 para os cearenses. O goleador também anotou contra o Leão do Pici em outras duas ocasiões, no Brasileirão de 2019 (1×1) e 2020 (2×1 Bahia), ambos de pênalti na Arena Fonte Nova. A defesa do tricolor cearense precisará ficar atenta para parar o artilheiro.

Fique de olho

Rodriguinho

O meia Rodriguinho, de 33 anos, começou mal sua trajetória pelo Bahia, deixando bastante a desejar no início de 2020. Após a chegada do técnico Dado Cavalcanti, o camisa 10 começou a se encontrar e mostrar a que veio. Sua melhor exibição foi exatamente diante do Fortaleza, marcando um hat-trick na goleada por 4×0 na penúltima rodada do Brasileirão. Na atual temporada, o atleta vem dando continuidade a boa fase e é peça fundamental da equipe. Autor do gol diante do Montevideo City Torque, pela Sulamericana, Rodriguinho deve jogar amanhã e atrairá atenção da defesa leonina.

Patrick de Lucca

Patrick de Lucca é a grande revelação do Tricolor de Aço no ano de 2021. O treinador Dado Cavalcanti promoveu a entrada do garoto de 21 anos na equipe titular em janeiro deste ano e, desde então, não saiu mais. Jogador de bom passe, ótima visão de jogo e finalização aprimorada, Patrick é responsável por interligar a defesa ao ataque baiano. Nesta Copa do Nordeste, o volante já marcou 2 vezes, sendo uma delas uma bela finalização de fora da área na goleada por 4×0 sobre o Sport.

Pontos fortes

Lado direito

A dupla Nino Paraíba e Rossi é um ponto forte da equipe tricolor, principalmente no setor ofensivo. O Fortaleza sofreu bastante com os dois atletas na partida entre as equipes pelo segundo turno do Brasileiro, mas conseguiu segurar bem ambos no jogo da Copa do Nordeste. O lado esquerdo do Leão deverá estar atento novamente para segurar a dupla de baixinhos que é bastante veloz e ataca com eficiência.

Dupla de zaga

Até a temporada passada, a dupla de zaga do Bahia era um problema que incomodava bastante os torcedores. Para 2021, a diretoria baiana reforçou bem o setor com dois bons zagueiros: German Conti e Luiz Otávio. Vindos do Benfica, de Portugal, e da Chapecoense, respectivamente, a dupla vem fazendo boas atuações. Atuando juntos há 4 partidas, o time sofreu apenas 3 gols com os dois em campo.

Pontos fracos

O tricolor baiano apresenta dificuldades na fase de transição defensiva, o que faz o time ceder muitos espaços para o adversário. A equipe sofreu com isso em partidas diante do Vitória e do próprio Fortaleza, onde Samuel e Matheus Jussa, respectivamente, tiveram um grande espaço para finalizar e marcar no gol do Bahia.

Anúncios

Deixe uma resposta