Ceará

Ceará conquista prêmio na Conferência Nacional de Futebol

Foto: Divulgação/CONAFUT

Vovô segue colhendo frutos do bom 2020

A temporada de 2020 do Ceará dentro de campo foi acima da expectativa do clube com a conquista invicta da Copa do Nordeste, a chegada entre os oito melhores da Copa do Brasil e a conquista da vaga na Copa Sul-Americana via Campeonato Brasileiro Série A.

Para esses resultados acontecerem, os bastidores do clube precisaram trabalhar muito, pois em um ano atípico com uma das maiores pandemias já vistas pela humanidade, o Ceará precisou se reinventar para que os jogadores, comissão técnica e staff tivessem todo suporte necessário para entrar em campo.

Para premiar esses funcionários, a Conferência Nacional do Futebol, CONAFUT, lança uma premiação para votação de especialistas e do público. Um dos objetivos da Conferência Nacional do Futebol é evidenciar as melhores práticas de gestão e incentivar os bons exemplos de profissionalismo. Dessa forma, o Prêmio CONAFUT visa eleger o executivo de clube que mais se destacou ao longo do ano em sua categoria, de acordo com os resultados alcançados em relação à capacidade de investimento/porte do clube.

O Ceará concorreu na categoria Melhor Executivo de Marketing de 2020, com Lavor Neto. Com 51% dos votos, o representante alvinegro venceu a disputa. O Diretor disputou a preferência do público com Marcelo Frazão, Diretor de marketing do Santos-SP, e com Leandro Figueiredo, Diretor de negócios do Atlético-MG. Dentre as ações que puseram em evidência o departamento de marketing do Alvinegro, destacaram-se o DNA Vozão, Vozão Conecta e a campanha “Corrida dos Privilégios”.

Já na categoria Melhor Executivo de Futebol de 2020 quem representou o Vovô foi o gerente de futebol Sérgio Dimas. Seus concorrentes foram Paulo Angioni, Diretor executivo de futebol do Fluminense-RJ, e Anderson Barros, Diretor de futebol do Palmeiras-SP. O palmeirense venceu a disputa. Por fim, o Ceará disputou ainda o título da categoria melhor Comissão Técnica do ano de 2020. De novo, Fluminense-RJ e Palmeiras-SP brigaram ao lado do clube, mas Guto Ferreira e companhia não saíram vencedores.

A eleição é feita a partir de 3 candidatos indicados pelo Conselho CONAFUT, mais Júri Técnico, mais Júri Business e funciona da seguinte forma:

› 70% de poder de voto para os júris dos especialistas;

› 20% de poder de voto para os participantes CONAFUT;

› 10% de poder de voto para júri popular (aberto no site).

Deixe uma resposta