Ceará Copa Sul-Americana

Experiente em competições internacionais, elenco do Ceará tem feitos importantes no continente; confira o retrospecto

Foto: Divulgação/Grêmio

Vovô vai debutar fora do país

Nesta sexta-feira, 09, o Ceará conheceu os adversários na Copa Sul-Americana após sorteio da Conmebol no Paraguai. São eles: Jorge Wilstermann, da Bolívia, Arsenal de Sarandí, da Argentina, e Bolívar ou Júnior Barranquilla.

Na história, o Vovô nunca jogou uma partida fora do Brasil de forma oficial, mas já disputou duas vezes as competições organizadas pela Conmebol. Em 1995, após ser vice-campeão da Copa do Brasil em 1994, o Ceará foi eliminado pelo Corinthians na extinta Copa Mercosul. Em 2011 enfrentou o São Paulo, já pela Sul-Americana, mas foi eliminado mesmo vencendo o primeiro jogo.

Para 2021, a gestão de futebol do clube apostou em jogadores com bagagem internacional para disputar a competição e aposta em uma boa campanha do Alvinegro de Porangabuçu.

Do elenco atual, quase metade já disputou pelo uma partida pelas competições organizadas pela Conmebol. São 12 atletas do plantel de Guto Ferreira que já jogaram a Copa Sul-Americana ou Libertadores da América.

Confira quem são:

João Ricardo (GOLEIRO): A arqueiro disputou a Copa Sul-Americana em 2019 pela Chapecoense, mas a equipe foi eliminada na primeira fase pelo Unión La Calera, do Chile.

Bruno Pacheco (LATERAL-ESQUERDO): Também pela ‘Chape’, o lateral jogou a Libertadores em 2019 e a ‘Sula’ em 2019.

Gabriel Dias (LATERAL-DIREITO): Pelo Fortaleza, Gabriel Dias enfrentou o Independiente, da Argentina, na primeira fase da Copa Sul-Americana em 2020.

Vina (MEIA): O meia estreou nas competições internacionais em 2013, pelo Náutico, mas a equipe foi eliminada pelo rival Sport, nos pênaltis. Ainda jogou a competição em 2018 e 2019, por Bahia e Atlético-MG, respectivamente. Também pelo Galo jogou a Libertadores.

Jorginho (MEIA): Recém-contratado pelo Vovô, Jorginho jogou a Libertadores do ano passado pelo Athletico-PR.

Felipe Baxola (MEIA): Também pelo Furacão, Baxola jogou a Libertadores em 2014 e pela Ponte Preta disputou a Libertadores em 2015.

Marlon (MEIA): Inclusive com um gol marcado, Marlon disputou a Copa Sul-Americana pelo Fortaleza.

Stiven Mendoza (ATACANTE): Xodó da torcida no início da temporada, o colombiano jogou a Copa Libertadores em 2015, pelo Corinthians, inclusive sendo expulso no clássico diante do São Paulo. A equipe paulista foi eliminada pelo Guarani, do Paraguai.

Yony González (ATACANTE): Um dos mais experientes em competições internacionais do elenco do Ceará é o atacante Yony González. O colombiano a Copa Sul-Americana em 2016, 2017, 2018 e 2019, além da Libertadores em 2018 e 2019, por Junior Barranquilla, Fluminense e Corinthians.

Lima (MEIA): Após se destacar no Ceará em 2017, pela Série B, Lima retornou ao Grêmio e jogou a Copa Libertadores em 2018 pelo time gaúcho.

Felipe Vizeu (ATACANTE): Revelado pelo Flamengo, Vizeu jogou a Libertadores em 2017 e 2018 pelo Rubro-Negro e em 2019 pelo Grêmio. Na ‘Sula’, jogou em 2016 e 2017.

Jael (ATACANTE): Campeão com o Grêmio em 2017, Jael disputou também no ano seguinte a Libertadores. Na Copa Sul-Americana, jogou pelo Atlético-MG em 2008 e pelo Flamengo em 2011.

Deixe uma resposta