Em entrevista, Robinson de Castro diz que contrataria Rogério Ceni, mas não troca Guto Ferreira por ninguém

Foto: Reprodução/Instagram

Presidente alvinegro falou sobre vários assuntos

Em mais uma aparição em programas com alcance nacional, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, concedeu entrevista exclusiva para a Rádio Bandeirantes e falou sobre o crescimento do clube no cenário futebolístico brasileiro.

Robinson salientou em alguns momentos que o Vovô possuía muitas dívidas quando a gestão Evandro Leitão assumiu o comando do Ceará em 2008 e que potencializou o crescimento do clube no seu mandato. Desde 2015 no comando do clube, o mandatário conquistou dois títulos do Campeonato Cearense, uma Copa do Nordeste de forma invicta e colocou o clube de volta a Série A em 2017 e vai para o quarto ano seguido na elite, um recorde para o Estado, e vai disputar sua terceira competição internacional da história, a Copa Sul-Americana.

No bate-papo, Robinson de Castro destacou a importância da organização financeira para aumentar o poder de investimento mesmo durante a pandemia com rendas inferiores a anos tradicionais no futebol.

Em um momento mais leve ao comentar sobre o rival Fortaleza, o presidente disse ter boa relação com Marcelo Paz, comandante do clube tricolor, e que, mesmo fazendo parcerias comerciais com o Leão, “seca” o Tricolor em nos jogos.

Perguntado sobre se contrataria o técnico Rogério Ceni, atualmente no Flamengo, e com duas passagens de destaque pelo Fortaleza, Robinson de Castro sinalizou positivamente, mas valorizou Guto Ferreira.

Se um dia  eu achar que o Rogério Ceni é melhor para o Ceará e ele quiser vir, eu vou contratar. A preço  de hoje eu não vejo ele como solução para o Ceará. A solução para o Ceará se chama Gordiola, Guto Ferreira. Não troco meu Gutinho por ninguém”

Deixe uma resposta