Fortaleza

Ederson comenta sobre jogo contra o Bahia e fala sobre atuar como lateral: ‘Me coloquei a disposição’

(Foto: reprodução/TV Leão)

Volante Ederson concedeu entrevista coletiva

Duelo contra o Bahia

O volante Ederson, contratado pelo Fortaleza para a temporada de 2021, concedeu entrevista coletiva nessa sexta-feira (2), um dia antes do duelo contra o Bahia. Na oportunidade, o camisa 13 comentou justamente sobre o confronto deste sábado (3), contra a equipe baiana, que ocorrerá na Arena Castelão, às 16h:

Anúncios

“Um jogo que vai ser bastante disputado, as duas equipes estão vindo em uma sequência muito boa. Eu acho que nós podemos vencer essa partida, vendo o que estamos fazendo. Essa semana de trabalho foi muito boa. Acho que implementar o que foi treinado, isso vai ser um passo importante para a gente sair com a vitória”.

Lateral-direita

Ederson chegou ao Fortaleza para atuar no setor de meio-campo, mais precisamente como volante. Entretanto, em alguns jogos da atual temporada, o atleta foi utilizado como lateral-direito. Diante disso, o camisa 13 falou sobre essa “nova” posição e ressalta que essa mudança não o atrapalha:

“Acho que me atrapalhar, em nenhum momento isso vai acontecer. O Enderson conversou comigo para ver a disponibilidade de fazer essa função (lateral-direito). Me coloquei a disposição, porque era uma posição que estava com carência no momento. Mas agora com o Guedes estando apto para jogar e o Pikachu tendo mais sequência, cada um volta para sua posição. Isso não me atrapalha, pelo contrário, tive uma sequência de jogos maiores e acabou que me ajudou”.

Subida ao ataque

Apesar de ser volante, Ederson tem boa chegada ao ataque. O atleta ressalta que com a sequência e entrosamento com o time, essas subidas ao campo ofensivo, ocorrerão mais naturalmente:

“Eu tenho essa característica de estar chegando mais na parte ofensiva do campo, e com os jogos isso vai sendo mais natural, conforme eu vou pegando sequência e entrosando mais com o time”.

Chute de fora da área

Além das chegadas ao ataque, o camisa 13 tem outra arma perigosa: o chute de fora da área. Sem muitas oportunidades para finalizar à longa distância, Ederson ressalta que com o entrosamento, ele vai poder se posicionar melhor em campo para poder efetuar esses chutes:

“Eu ainda não tive uma oportunidade de pegar uma bola de frente para o gol ainda. Mas eu acho que a questão de entrosamento da equipe, conforme a gente vai se entrosando mais, eu consigo me encaixar melhor dentro de campo para poder me colocar em uma posição favorável para poder estar dando essa finalização”.

Anúncios
Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta