CAMPEONATO BRASILEIRO CAMPEONATO CEARENSE Floresta Série B - Cearense Série C

Na contramão do futebol brasileiro, Floresta faz pré-temporada a nível europeu

Foto: Ronaldo Oliveira/Floresta EC

Ainda sem previsão do início da Série B estadual, o clube aproveitou a tranquilidade no calendário para fazer preparação rara no país

O calendário do futebol brasileiro tem uma má fama de ser bastante pesado, com muitos jogos e pouco tempo de trabalho. E esse estereotipo é bem fundamentado. Basta comparar o número de jogos por clube ao ano ou o intervalo entre uma partida e outra. Outros países da América do Sul também sofrem do mesmo mal, porém em uma escala um pouco menor.

Com a pandemia, a situação se agravou mais e mais, a ponto de tirar do cronograma, as férias dos clubes e a pré-temporada, que normalmente são de 30 dias cada. Ceará e Fortaleza, para citar exemplos no estado, iniciaram a temporada 2021, já no final de fevereiro, uma semana depois da última partida pela temporada 2020. Palmeiras e Grêmio chegaram a algo ainda pior: estrearam em seus estaduais, válidos pelo ano de 2021 e em seguida, jogaram a final da Copa do Brasil de 2020.

Dado todo esse contexto de dificuldades nos cronogramas de clubes brasileiros, o Floresta se destaca por ir na contramão de tudo isso. Rebaixado no Campeonato Cearense 2020, o clube espera o início da Série B 2021, que estava prevista para abril, mas com a proibição de jogos a nível estadual no Ceará, o torneio deve ter alteração na sua data de estreia. Participante da Série C 2021, o Lobo da Vila pode iniciar a competição nacional antes da estadual, pois a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já afirmou que nenhuma divisão do Brasileirão sofrerá alterações na data de início.

Anúncios

Todo esse cenário, permitiu um tempo ideal de trabalho para o Verdão, que pode dar férias satisfatórias ao seu elenco e uma pré-temporada como de manual, comumente vista no futebol europeu. O grupo está no seu 24º dia de trabalho. Tempo de preparo raríssimo dado aos técnicos no futebol nacional. Além dessas vantagens, o treinador e a base de 2020, foram mantidos.

Em contrapartida, a responsabilidade para mais um grande ano, aumenta. O meia Renezinho, falou sobre os desafios para 2021: “Estamos trabalhando forte há 24 dias, sabendo da responsabilidade em cada atividade proporcionada pela Comissão técnica, porém vamos buscar a melhor performance possível e, conseguir nossos objetivos da Segunda Divisão do estadual até a Taça Fares Lopes”, disse.

Se o primeiro semestre está tranquilo para trabalhar, o segundo deve ser o oposto. Com o atraso do estadual, o Floresta corre o risco de disputar o Brasileirão, sempre com uma segunda competição em paralelo. Inicialmente, a Série B e em seguida, a Taça Fares Lopes. E ambas tem um peso importantíssimo para o clube, nesse ano.

O primeiro jogo previsto no calendário do Floresta, é a estreia na Série C, contra a Jacuipense/BA, no final de semana do dia 30 de maio, restando apenas uma adequação da data.

Anúncios

Deixe uma resposta