Fortaleza

Luiz Henrique relembra último jogo contra o Bahia e brinca: ‘Por que não devolver os 4 a 0?’

(Foto: reprodução/TV Leão)

O meia do Fortaleza concedeu entrevista coletiva nessa quinta-feira

Reencontro

O meia Luiz Henrique, concedeu entrevista coletiva nessa quinta-feira (1), dias antes do duelo contra o Bahia, pela Copa do Nordeste. Na ocasião, o meia do Fortaleza falou sobre a última vez que as duas equipes se enfrentaram, quando a equipe baiana goleou os cearenses, em jogo válido pelo Brasileirão de 2020:

Anúncios

“A gente não entra em campo para perder, ainda mais da forma que foi o último jogo. Tem sim um gosto diferente. A gente sempre entra com vontade, mas esse jogo nós vamos entrar com mais vontade ainda. Se Deus quiser nós vamos sair com a vitória. Por que não devolver os 4 a 0, né?. Mas se não for os 4 a 0, o que importa é a vitória”.

Oportunidades

Na última temporada, Luiz Henrique não vinha sendo muito aproveitado, até que o treinador Enderson Moreira chegou ao Pici. Após o técnico assumir o comando da equipe, o meia passou a ser mais utilizado. Diante disso, o camisa oito comemorou as chances ganhadas pelo atual comandante:

“Ano passado eu fui pouco aproveitado, mas já foi, eu não penso mais nisso. Graças a Deus o professor Enderson chegou e pôde me dar oportunidade, e eu pude aproveitar da melhor maneira possível. É continuar focado, trabalhando firme e forte para continuar jogando bem, ganhando jogos e ajudando minha equipe”.

Dupla com David

Um dos pontos fortes do Fortaleza desde o final da última temporada, tem sido a parceria entre Luiz Henrique e David. O meia já deu quatro assistências no clube cearense, sendo todas elas para o atacante. Diante disso, o camisa 8 comentou sobre a dupla que eles formam:

“Ele sempre fala para mim: ‘Luiz, quando você pegar (a bola), eu vou sempre fazer o facão. Pode dar que eu vou chegar na frente’. Graças a Deus eu pude dar quatro assistências e ele aproveitar todas fazendo gol, e ajudando a equipe a sair com a vitória, como foi no jogo contra o Caxias. É continuar com essa dupla, que vai dar muito certo, como está dando”.

Disputa por posição

A maior “briga” por posição, atualmente, no elenco do Fortaleza, é pelo posto de armador da equipe. Além de Luiz Henrique, o clube conta com Lucas Crispim e Matheus Vargas. Diante disso, o camisa 8 comentou sobre disputa entre eles e a relação com os companheiros de posição:

“Disputa é sadia. Quem tiver que jogar, o professor Enderson vai escolher o melhor que estiver durante a semana, no momento. Nossa amizade é a melhor que tem, de todo mundo, não só de nós três, como do David com Romarinho, todas as posições. A disputa aqui é sadia, não tem egoísmo”.

Para ver a entrevista completa basta clicar AQUI.

Anúncios
Guilherme de Andrade
Tenho 19 anos e curso jornalismo.
http://guilhermesport.wordpress.com

Deixe uma resposta