Atlético Cearense CAMPEONATO CEARENSE FCF Série A - Cearense

Presidente do Atlético Cearense desabafa sobre nova paralisação do Campeonato Cearense

Foto: Arquivo Pessoal

FCF e Governador do Estado foram os principais alvos do protesto

Disputado pela última vez no dia 10 de março, o Campeonato Cearense 2021 está paralisado devido as novas restrições do decreto estadual contra a covid-19. A nova determinação impede jogos a nível estadual em todo Ceará, mas permite jogos da Copa do Nordeste e Copa do Brasil.

Ceará, Fortaleza e Ferroviário pouco foram atingidos. O Alvinegro tem jogos regularmente toda semana pela competição regional. O Leão também joga a competição regional e entrou em campo pela copa nacional, onde arrecadou cerca de R$ 1,07 milhão pela vaga na segunda fase do torneio, que somam-se aos R$ 990 mil pela participação. Já o Tubarão, bem mais exposto que seus dois rivais, tem justamente a Copa do Brasil como socorro financeiro. Mesmo sem ter estreado, já que teve seu jogo adiado (ainda sem data), o clube sabe que receberá uma boa cota, cerca de R$ 560 mil. Além disso, é favorito no confronto e se avançar, garante mais R$ 675 mil.

Sem perspectiva de aporte financeiro, os demais clubes da Série A do Cearense sofrem com mais uma paralisação. A última, em 2020, tirou toda a competitividade desses clubes quando o estadual retornou. O cenário tende a se repetir em 2021. Na situação de momento, o decreto governamental tem validade até 28 de março, com possibilidade de ser renovado.

Única presidente mulher, Maria Vieira, gestora do Atlético Cearense, fez uma postagem em suas redes sociais, no último domingo (21), onde fez um verdadeiro desabafo, dentro de todo esse contexto. A Federação Cearense de Futebol (FCF) e o Governador do Estado, Camilo Santana, foram os principais alvos da fala da dirigente. Confira as aspas:

Anúncios

“Nosso futebol cearense é tão desrespeitado que tem que ficar claro de quem estou falando, para que entendam, existe dois “futebóis”, um que o estado apoia e até dar os milhões e o outro que vive com o pires na mão pedindo uma esmola. Advinha quem mais ama futebol!? Isso mesmo, os dois. Advinha agora quem acha mais importante os campeonatos estaduais? pasmem,  temos um campeonato e uma copa, fora as divisões de base, a série B e a série C. Pois é, já li centenas de comentários de que o cearense deveria acabar, pq os times grandes não precisam desses campeonatos, (só pra serem campeões). 

Ontem eu levei um susto assistindo o clássico rei, pois num é que foi aqui no Ceará !!!!!? Justamente onde @camilosantanaoficial em seu decreto proibiu de acontecer a segunda fase do campeonato cearense, e pode!? Sim pode, porque falta a @fcfoficial pôr o governador a frente dos times cearenses que também geram empregos e renda neste estado, temos que ter EQUIDADE né!? De preferência no sentido mais amplo dessa palavra. Dar mais atenção a quem precisa de atenção. Mas sempre que falamos sobre isso, um grande abafa nossas palavras para nos tornar insignificantes.

Se eu tivesse devendo um salário, uma gratificação ou se um jogador tivesse querendo criar um caso, nossos amigos do sindicato dos atletas, advogados (ligam 24 horas), já tinham acampado na porta do clube, mas como são os clubes com folhas pra pagar de atletas, comissões e funcionários, ninguém liga, olhos fechados, bocas caladas e proibidas de falar.

Afinal governador, pode ou não pode jogar futebol neste estado e PQ? Eu sou do @fc.atleticocearense que a muitas custas, ainda seguramos uma situação que vocês criaram, para não ver pais de família passando necessidades.

Vamos falar sério, nos tire a incerteza, é em março, abril, julho ou setembro!? Não temos patrocínio, não temos apoio dos governos (estadual e municipal) para nos manter funcionando. E os gastos que já foram feitos, quem arca!? O sentimento mesmo é de descaso, é de desigualdade. Vocês querem ver o futebol cearense nas mãos de poucos, aliás, o pequeno futebol está agonizando, vai desaparecer. Parabéns aos envolvidos”.

Anúncios

Deixe uma resposta