COPA DO BRASIL Fortaleza

Com a vitória sobre o Caxias, Fortaleza quebra tabu de mais de quatro anos sem vencer na Copa do Brasil

Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza EC

Leão não vencia no torneio desde 2016, quando bateu o Internacional

Na noite dessa última quarta-feira (17), o Fortaleza enfrentou, no estádio Centenário, em Caxias do Sul, a equipe do Caxias. Com gol de David, o Leão cearense venceu, pelo placar mínimo, o confronto, que era válido pela primeira fase da Copa do Brasil, e avançou para a segunda fase da competição. Apenas com a competição, o Tricolor do Pici já arrecadou R$ 2,06 milhões. O Fortaleza espera, agora, o vencedor do confronto entre Penarol-AM e Ypiringa-RS para saber seu adversário na próxima fase do torneio nacional.

Anúncios

Mais de quatro anos

A vitória do Leão sobre o Caxias significou o fim de um longo jejum. Após mais de quatro anos, o Fortaleza voltou a vencer na Copa do Brasil. A última vez que o Tricolor do Pici havia vencido um confronto pela competição nacional foi em 2016, quando, na ocasião, venceu, na Arena Castelão, a equipe do Internacional por 1×0. Com gol marcado por Daniel Sobralense, o Leão saiu de campo vitorioso, mas eliminado, pois, no jogo de ida, perdeu para o Colorado por 3×0, no estádio do Beira-Rio.

Sequência de eliminações

Além de ter voltado a vencer na Copa do Brasil após quase cinco anos, o Fortaleza pôs fim a outro tabu. O time cearense, após vencer o Caxias, encerrou a sequência de eliminações na competição nacional. Em 2016, como mencionado, o Tricolor do Pici foi eliminado pelo Internacional nas oitavas de final. Desde então, o Fortaleza não havia conquistado nenhuma classificação no torneio. Em 2017, a equipe foi eliminada ainda na primeira fase pelo São Raimundo-RR, com uma derrota de virada por 2×1. Em 2018, o Leão não disputou o campeonato. Em 2019 e em 2020, o Fortaleza, por ter vencido, respectivamente, o Campeonato Brasileiro Série B e a Copa do Nordeste, iniciou a competição na fase de oitavas de final. No entanto, foi eliminado por Athlético-PR e São Paulo, com a eliminação para o time paulista sendo nas penalidades máximas.

Anúncios

Deixe uma resposta