COPA DO BRASIL Fortaleza

Copa do Brasil: Conheça o tradicional Caxias, adversário do Fortaleza

Foto: Divulgação/S. E. R. Caxias

O Clube Grená é uma verdadeira pedra no sapato da ”dupla GRENAL” no estadual

Na próxima quarta-feira (17), às 19h15, no estádio Centenário, o Fortaleza fará sua estreia na Copa do Brasil 2021. O Tricolor trabalha para que não seja também seu jogo de despedida. Para avançar na competição, o Leão precisa apenas do empate. Contudo, as previsões apontam para um duelo difícil. O Caxias, é um adversário complicado e promete atrapalhar a vida do time cearense. Conheça um pouco mais sobre o clube gaúcho:

O Fator Climático e a Logística

O Caxias é um clube tradicional do Rio Grande do Sul. Sua sede é na cidade de Caxias do Sul, que fica a 121 km ao norte de Porto Alegre. Para Fortaleza, a distância é de 4108 km, uma das cinco maiores dessa primeira fase.

Além do longo percurso, o Leão pode enfrentar uma grande diferença climática. No mês de Março, Caxias do Sul registra em média, 16°C de mínima e máxima de 25°C. Já a Capital Cearense fica na casa de 23°C à 30°C. E a partida será à noite, onde a temperatura deve se aproximar da mínima.

Glória e Tradição

A frase do tópico é usada quando o assunto é Fortaleza, batizando programas direcionado a torcida, dentre outras coisas. Mas dessa vez, o uso é contra o Tricolor do Pici.

Apesar de estar preso na Série D do Brasileirão, o Caxias tem um passado impressionante e que deve ser respeitado. No estadual, a equipe Grená foi três vezes vice, sendo a última delas, no ano passado, quando foi campeão do primeiro turno, mas na decisão contra o vencedor do segundo turno, acabou sucumbindo diante do Grêmio de Renato Gaúcho.

Entretanto, não pense que só de vices vive o torcedor do Falcão. Em 2000, quando era treinador por Adenor Bacchi, o Clube Grená conquistou seu primeiro e único titulo estadual, parando o Grêmio de Ronaldinho Gaúcho. Sobre o treinador da época, talvez você não esteja ligando o nome a pessoa, trata-se de Tite, hoje, treinador da Seleção Brasileira.

Em torneio nacionais, o clube gaúcho chegou a segunda fase da Série D em 2020, mas acabou eliminado nos pênaltis para o campeão, Mirassol. Ao todo, são 4 participações em Série A, todas quando o torneio não tinha outras divisões e a classificação era via estadual.

Na Série B, disputou 11 temporadas. A melhor campanha, em 2001, quase subiu para a elite, ficando em terceiro lugar, mas na época, só dois eram promovidos. Sua última vez na Segundona, foi em 2005, quando terminou rebaixado como lanterna.

Já na Série C, são 16 participações, sendo a última em 2015. Por fim, encerrando as divisões de acesso, na Série D, foram 5 temporadas, onde bateu duas vezes na trave, em 2018 e 2019, quando foi eliminado nas quartas de finais, última fase antes do acesso.

Em Copas do Brasil, o clube Grená já disputou 11 vezes, tendo sido em 2011 sua melhor campanha, quando foi eliminado nas oitavas de final, para o vice-campeão, Coritiba.

Anúncios

Temporada 2021

Com estreia marcada contra o Grêmio, no Gauchão 2021, o Caxias acabou tendo esse jogo adiado, em virtude da decisão da Copa do Brasil 2020, que o Tricolor participou. Estreia mesmo, só contra o São José, e das boas. O Falcão venceu por 1×0, fora de casa.

Em seguida, veio a vitória contra o Aimoré, por 3×2. Por fim, no último sábado, um 0x0 contra o Brasil de Pelotas. Na classificação, o Caxias é o último do G-4, mas com um jogo a menos, que em caso de vitória, assumirá a liderança.

Destaques do Elenco

Com apenas três jogos, é difícil apontar os maiores destaques. Um em especial, chamou a atenção. O lateral Ivan, diante do Aimoré, marcou um raro hat-trick (feito incomum entre laterais). Dois gols foram de falta e um de pênalti. Mas, para a sorte do torcedor Tricolor, o atleta já deixou o clube gaúcho e foi anunciado no Goiás.

Marcelo Pitol, goleiro titular, é o nome de peso. O atleta inicia sua quinta temporada pelo clube. A curiosidade fica pelo fato de que entre dezenas de camisa que o experiente goleiro já vestiu, a maioria gaúcha, o atleta já atuou no futebol cearense, ao vestir a camisa do Icasa, em 2007, 2010 e 2011.

Anúncios

Deixe uma resposta