Arena Castelão será usada como ponto de vacinação contra covid-19

É o segundo estádio do estado a ser utilizado em ações contra o novo coronavírus

Foto: Reprodução/ Governo do Estado do Ceará

O Governo do Estado do Ceará volta as suas atenções para o início do processo de imunização da população contra a covid-19. A definição dos locais para a aplicação da vacina está sendo definido pelo poder estadual e municipal. De acordo com informações apuradas pelo Futebolês, a Arena Castelão, principal praça esportiva do estado, será um dos pontos a serem utilizados.

Anúncios

Aprovação da Vacina e Uso Emergencial

Ontem (17), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), aprovou o uso emergencial de duas vacinas no território nacional: a Coronavac, desenvolvida pela empresa biofarmacêutica Sinovac, Instituto de pesquisa Butantan, além do apoio financeiro do governo Chinês e a Oxford-AstraZeneca, feito pela Universidade de Oxford e pela empresa biofarmacêutica AstraZeneca, com parceria com o instituto de pesquisa Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz).

Anúncios

Ainda no último domingo, as pessoas da linha de frente do combate ao novo coronavírus já começaram a receber o imunizante no estado de São Paulo, comandada pelo governo do estadual. A nível nacional, o Ministério da Saúde definiu o começo da vacinação para a próxima quarta-feira (20). No Ceará, por exemplo, a carga de doses tem chegada prevista para à tarde de hoje (18).

Praças Esportivas x Covid-19

O Gigante da Boa Vista não é o primeiro estádio cearense usado em ações contra a pandemia. O estádio Presidente Vargas foi usado como hospital de campanha durante o maior pico da doença na capital cearense. Além disso, há a possibilidade do Caldeirão da Gentilândia também se tornar ponto de vacinação. Outras praças também podem ser escolhidas, como o Ginásio Paulo Sarasate e o Centro de Formação Olímpica (CFO)

Anúncios

Brasil a fora, nomes de estádios passam a serem anunciados para imunização em massa, como: NeoQuímica Arena (Corinthians), Allianz Parque (Palmeiras), Morumbi (São Paulo), Antônio Accioly (Atlético-GO), Nilton Santos (Botafogo).

Deixe uma resposta