Em entrevista, Vina revela que recebeu proposta do Fortaleza em 2019: “Na época, quase vim”

(Foto: Felipe Santos/Ceará SC)

Meia é um dos principais jogadores do Ceará na temporada de 2020-21

Ele é, sem dúvidas, o principal jogador do Ceará na temporada. Artilheiro do time no ano, artilheiro e melhor jogador na conquista da Copa do Nordeste invicta, o meia Vinicius Goes, ou simplesmente, Vina vem ganhando destaque no cenário do futebol brasileiro. Considerado um dos melhores jogadores do país na atualidade, o camisa 29 concedeu entrevista ao podcast “CEnaRede” do Globo Esporte.

Anúncios

Na ocasião, dentre vários assuntos debatidos, um chamou a atenção. Vina confessou que no final de 2018, quando saiu do Bahia, o jogador recebeu proposta do Fortaleza, e segundo o mesmo, o acertou ficou próximo: “Quando eu estava saindo do Bahia, em 2018, tive contato com diretores do Fortaleza. Na época, quase vim. Tive outras propostas. Acabei indo para o Atlético-MG. Quando viram que eu acertei com o Ceará, me dedicaram boa sorte, mesmo vindo para o rival. Falaram que o que eu precisasse aqui na capital do Ceará (Fortaleza) eu poderia perguntar para eles. Então isso acho muito bacana. Mas jogar… É difícil.”

Mesmo se referindo à cidade de Fortaleza como “Capital do Ceará”, o jogador prega respeito ao rival: “Eu incorporo muito o time que eu visto. Talvez isso para o rival, para a torcida, às vezes ficam chateados. Eu tenho respeito pelo Fortaleza, sei da grandeza do Fortaleza. Um clube que vem crescendo como o Ceará. Hoje só me vejo vestindo branco e preto.”

Anúncios

Além disso, Vina revelou um encontro curioso com o então treinador tricolor, Rogério Ceni: “A gente sabe a força que o Rogério (Ceni) tinha no clube. Eu não cheguei a conversar com ele. Mas, quando a gente se encontrou, eu vindo jogar contra o Fortaleza, a gente viajou no mesmo voo (Atlético-MG e Fortaleza), indo para o avião a gente teve um bate-papo. Ele até brincou, falou: “Poxa, não quis vir me ajudar”. A gente sabe que é importante. Tinha dedo dele. Hoje está no Flamengo fazendo bom trabalho. Cheguei a jogar contra ele, ele sendo goleiro do São Paulo. Hoje como treinador também respeito muito.”

Anúncios

Deixe uma resposta